O Homem Invisível supera Trolls 2 e lidera bilheteria nos Estados Unidos

Elisabeth Moss estrela O Homem Invisível (Imagem: Divulgação)

Lançado no final de fevereiro, O Homem Invisível voltou para o topo das bilheterias dos Estados Unidos na sua 16ª semana desde a estreia. O longa de terror e suspense, estrelado por Elisabeth Moss, lidera as arrecadações do último final de semana, que são baseadas nas informações dos cinemas reabertos. O remake da Universal assume a posição que antes era ocupada por Trolls 2, que passou nove semanas na liderança.

De acordo com informações do Deadline, o filme arrecadou US$ 383 mil, totalizando US$ 67, 8 milhões nos Estados Unidos. Já a sequência se Trolls faturou US$ 275, 7 mil. Segundo o site americano, longas antigos também tiveram destaque na lista. De Volta Para o Futuro fez US$ 263 mil no último final de semana, E.T – O Extraterrestre arrecadou US$ 195 mil, Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros fez US$ 158 mil e Os Goonies faturou US$ 154 mil.

A lista ainda incluiu filmes mais recentes, como o polêmico A Caçada, que arrecadou US$ 227,8 mil. Jumanji: Próxima Fase fez US$ 212, 7 mil no final de semana, o terror Becky fez US$ 187,6 mil em sua segunda semana, e Infame, estrelado por Bella Thorne, faturou US$ 140 mil na estreia.

Dirigido e escrito por Leigh Whannell (Upgrade), O Homem Invisível acompanha Cecilia Kass (Moss), uma mulher que vive presa em um relacionamento abusivo com o brilhante e rico cientista Adrian Griffin (Oliver Jackson-Cohen). Cansada de tudo, certa noite ela decide desaparecer. No entanto, o seu ex acaba cometendo suicídio, o que a coloca em uma situação complicada. Cecilia recebe uma fortuna de Adrian, mas para fazer uso da herança ela deve encarar uma condição inusitada. Ela começa a enfrentar uma série de eventos, que a faz questionar a verdade por trás daquela terrível morte.

O remake do clássico de terror lançado em 1933 recebeu inúmeros elogios, tanto do público quanto da crítica. No Rotten Tomatoes, por exemplo, conta com uma aprovação de 91%, com base em 359 avaliações. O consenso afirma: “Inteligente, bem-atuado e, acima de tudo, assustador, O Homem Invisível prova que, às vezes, o material de origem clássico para uma nova reinicialização pode estar escondido à vista de todos”.

Assista ao trailer: