O Mundo Sombrio de Sabrina encerrará sua jornada na Netflix; showrunner desabafa

Bastidores da 3a temporada de O Mundo Sombrio de Sabrina (Imagem: Divulgação / Netflix)

Na noite desta quarta-feira, 08 de julho a Netflix e o showrunner Roberto Aguirre-Sacasa anunciaram que a quarta parte de O Mundo Sombrio de Sabrina será a última. Esse momento final contará com oito episódios que mostrarão a protagonista com alguns truques na manga tentando combater cada uma das ameaças que prejudicará seu coven. Enquanto as bruxas se unem para lutar contra um mal maior, Nick (Gravin Leatherwood) dará sinais de que quer voltar para Sabrian (Kiernan Shipka).

“Trabalhar em O Mundo Sombrio de Sabrina foi uma honra incrível desde o primeiro dia. O elenco, começando com Kiernan como a bruxa adolescente favorita de todos, tem sido uma alegria absoluta. Sou muito grato à equipe, escritores, editores, assistentes e a todos por derramar tanto amor nesse sonho sombrio em forma de um show”, disse Aguirre-Sacasa.

“Também sou grato aos nossos parceiros da Netflix, Warner Bros., Berlanti Television e Archie Comics por nos deixar contar a história que queríamos contar, da maneira que queríamos contar. Mal podemos esperar para que todos vejam a Parte Quatro”, disparou ele.

O ‘cancelamento’ da série já era algo esperado, pois O Mundo Sombrio de Sabrina foi desenvolvido pela CW como espécie de spin-off de Riverdale, mas foi transferido para a Netflix, que resolveu bancar a série encomendando duas temporadas de TV aberta (cerca de 20 episódios cada), que seriam exibidos para o público divididas em quatro partes (não quatro temporadas).

“É engraçado, acho que Sabrina, em algum nível, sempre será um show de maioridade. E eu penso no brilho da personagem e como Sabrina foi inventada nos anos 60 e é um produto dos anos 60. Apenas a ideia de que era uma garota e uma bruxa presa entre mundos, é tão simples, ideia profunda de que isso cria uma tensão natural. E, para mim, se existe essa tensão natural, isso é sempre um gerador de histórias”, explicou o showrunner em entrevista ao site Comicbook.com no início deste ano.

“Para mim, uma das alegrias sobre histórias em quadrinhos e certos programas de TV é que eu cresci lendo Archie Comics, ainda leio Archie Comics. Portanto, a ideia de realmente conhecer esses personagens ao longo do tempo é atraente. Então, não, acho que com Sabrina, há muito mais histórias para contar e também muitos gêneros de terror e bruxaria diferentes que ainda não exploramos e que adoraria trabalhar”, completou.