Olhos que Condenam: diretora explica por que história precisava ser uma série

Diretora Ava DuVernay e Jharrel Jerome nos bastidores de “Olhos que Condenam” (Foto: Netflix)

Olhos que Condenam se tornou uma das séries da Netflix mais bem recebidas pelo público e pela crítica, com uma média de 95% no site Rotten Tomatoes. A produção, escrita e dirigida por Ava DuVernay, que também serviu como produtora executiva ao lado de Oprah Winfrey, conta a triste história de 5 adolescentes falsamente acusados de um crime brutal ocorrido no Central Park em Nova Iorque em 1989.

Durante a mesa redonda de diretores de tv promovida pelo The Hollywood Reporter, Ava falou sobre transformar o ocorrido em série: “Pra mim, filme e tv são a mesma coisa. Eu não penso neles separadamente. Olhos que Condenam originalmente seria um lançamento para os cinemas“, explicou. “Eu disse: ‘Não, eu acho que deve ser uma série porque eu preciso de mais tempo. E [a história] também lida com o viés da questão racial e tudo o mais que eu acho que as pessoas não vão para o cinema assistir'”. Segundo a diretora, a linha entre cinema e tv estaria quase que totalmente borrada hoje em dia, e que a televisão atual não é a mesma da sua infância. “Hoje em dia eu penso em histórias que podem tomar qualquer forma que nós [diretores] decidirmos”, disse ainda.

Audiência

Em tempo, algumas semanas atrás a Netflix afirmou através das suas redes sociais que “Olhos que Condenam” havia sido a série mais assistida nos Estados Unidos desde a sua estreia em 31 de maio. Que a produção fez bastante sucesso é algo inegável, porém a mídia especializada se pergunta de que forma é possível verificar esse tipo de declaração, assim como saber que parâmetros foram utilizados, uma vez que a plataforma não parece aberta a divulgar dados mais específicos. Muitos acreditam que o anúncio faça parte de uma campanha de divulgação para que a série tenha maiores chances no Emmy, no qual o streaming ainda não faturou algumas das principais categorias. Tenha sido essa a intenção ou não, os vencedores serão conhecidos em setembro, e a produção certamente merece reconhecimento.

 

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

bostancı escort