Oscar 2018: surpresas, polêmicas, esquecimentos e dados curiosos dos indicados

Oscar 2018

Como era de se esperar, a lista de indicados ao Oscar 2018 não deixou ninguém indiferente. Alguns nomes fizeram falta e outros nomes estavam na lista sem muita razão de ser. Todo ano isso acontece.

Os critérios de escolha dos indicados ao Oscar são muito questionáveis, e gosto é sempre algo muito pessoal. De qualquer forma, há algumas surpresas muito importantes, esquecimentos bem lamentáveis e dados curiosos sobre os indicados desse ano, que vamos tentar resumir nesse post.

 

As grandes surpresas e os esquecidos

 

 

James Franco não foi indicado a Melhor Ator por Artista do Desastre. Ele venceu o Globo de Ouro pela interpretação de Tommy Wiseau, e foi indicado ao SAG Awards pelo mesmo papel. Mas como recentemente foi acusado por várias mulheres de assédio sexual, e Scarlett Johansson pediu recentemente que ele devolvesse o pin do Time’s Up, é possível que a polêmica tenha lhe custado a indicação ao Oscar.

Martin McDonagh não foi indicado para Melhor Diretor em Três Anúncios Para Um Crime. E seu filme tem sete indicações, incluindo Melhor Filme e Melhor Roteiro (este último, feito por ele). Estranho, não?

Greta Gerwig foi indicada em Melhor Direção por Lady Bird, depois de ficar de fora da categoria no Globo de Ouro, o que gerou o famoso discurso de Natalie Portman. Jordan Peele também foi indicado na mesma categoria por Corra! o que evitou uma eventual polêmica de ausência de diretores negros entre os indicados.

Tom Hanks de novo foi esquecido. Meryl Streep recebeu mais uma indicação por The Post, mas Hanks, que venceu o Oscar de Melhor Ator por dois anos consecutivos por Philadelphia (1993) e Forrest Gump (1994), foi indicado pela última vês por Náufrago (2000).

Kate Winslet também não foi indicada por Wonder Wheel… porque é um filme escrito e dirigido por Woody Allen? Espero que não seja por isso…

Jake Gyllenhaal foi ignorado de novo. Desde O Segredo de Brokeback Mountain (2005) ele não é lembrado, algo que poderia mudar com Stronger nesse ano. Não rolou.

Dois filmes tão aplaudidos como Detroid e The Beguiled não receberam nenhuma indicação. Já Lesley Manville obteve sua primeira indicação ao Oscar como Melhor Atriz Coadjuvante por Trama Fantasma. Ela não estava entre as favoritas, e foi ignorada tanto no Globo de Ouro como no SAG Awards.

 

Os dados mais chamativos entre os indicados

 

 

A Forma da Água tem 13 indicações, e se transformou em favorita máxima a grande vencedora do Oscar 2018. Seus principais adversários são Dunkirk (8 indicações) e Três Anúncios Para Um Crime (7 indicações).

Guillermo del Toro e Christopher Nolan receberam as suas primeiras indicações como diretores, por A Forma da Água e Dunkirk, respectivamente. Greta Gerwig, também indicada pela primeira vez, é a quinta mulher a ser indicada na categoria, sendo Kathryn Bigelow a única a levar um Oscar, por The Hurt Locker (2008).

O estreante Jordan Peele é o quinto diretor negro a competir como melhor diretor. E tenta ser o primeiro a ganhar um Oscar.

Logan é o primeiro filme de heróis a ser indicado ao Oscar por seu roteiro adaptado.

A Netflix já havia competido na categoria de documentário, mas agora é indicada ao Oscar no âmbito da ficção: Mudbound recebeu quatro indicações. Por causa desse filme, Rachel Morrison é a primeira mulher indicada na categoria Melhor Fotografia.

Christopher Plummer é o ator mais velho a ser indicado ao Oscar, aos 88 anos. O mais chamativo de tudo isso é que ele foi indicado com o resultado de apenas nove dias de filmagens realizadas de última hora, no seu esforço em substituir Kevin Spacey em Todo o Dinheiro do Mundo.

Roger Deakins recebeu sua 14a indicação pela fotografia de Blade Runner 2049, e ainda não ganhou um Oscar. Já Meryl Streep concentra 21 indicações com a menção desse ano. Venceu em três oportunidades: Kramer vs Kramer (1979), A Escolha de Sofia (1982) e A Dama de Ferro (2011).

Por fim, John Williams quebrou o seu próprio recorde: 51 indicações. Assim, é a pessoa com maior número de indicações ao Oscar. Venceu em cinco oportunidades, pelas trilhas sonoras de Um Violinista no Telhado (1971), Tubarão (1975), Star Wars: Uma Nova Esperança (1977), E.T. (1982) e A Lista de Schindler (1993).

bostancı escort