Netflix
Netflix (Imagem: Reprodução/Internet)
ANÚNCIO

Mesmo com um investimento maciço em produções originais, que já consumiram bilhões de dólares do caixa da empresa, a líder e gigante do streaming, Netflix, tem enfrentado a maior concorrência de sua história. Atualmente vários outros grandes serviços têm surgido, todos querendo uma fatia de sua clientela. 

Devido ao novo cenário, a empresa tem se visto praticamente que forçada a diminuir alguns dos valores cobrados em suas assinaturas, como forma de continuar na liderança, e sendo atrativa ao grande público.

Atualmente a Netflix trava uma batalha comercial com a Amazon Prime Video, com o Disney+, com a Apple TV+, dentre outros serviços de streaming que vieram para conquistar parte de seu público, em vários países do mundo, e uma das estratégias que adotadas será simples, ter um preço mais atrativo.

O teste da nova tabela de preços vem ocorrendo desde novembro do ano passado em alguns países que foram previamente escolhidos pela empresa. As novas assinaturas têm um custo de 67% a menos que os planos convencionais. A estratégia da Netflix seria de deixar o produto mais barato, como também aumentar ainda mais o número de assinantes.

Os novos valores já passaram a ser praticados em grandes mercados como o da Índia e a Malásia, países com uma grande população, e uma concorrência acirrada. O plano antigo chegava a custar 8,99 dólares, já o novo sai por apenas 2,99 dólares mensais, o que apresenta uma drástica redução.

Os usuários que optarem por esse novo plano, tem ainda a vantagem de poder adquirir um pacote de 12 meses, assim ganhando um desconto de 50%. Esse novo plano mais barato é voltado para o acesso via celular ou tablet.

Ajay Arora, que é diretor de inovação de produtos da Netflix, informou que as assinaturas mais baratas deverão se beneficiar tanto a empresa, como também o consumidor.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui