Thor: O Mundo Sombrio (Imagem: Divulgação)
ANÚNCIO

Em entrevista recente concedida à Vanity Fair, Patty Jenkins, diretora de Mulher-Maravilha, comentou sobre sua saída da direção de Thor: O Mundo Sombrio. Ela foi escalada para comandar a sequência, mas deixou o filme após divergências criativas. No entanto, ela afirma que é “super agradecida” por não ter estado na direção do longa.

“Eu não acredito que eu conseguiria fazer um bom filme com o roteiro que eles planejaram. Eu acho que seria um negócio sério – ficaria parecendo que foi minha culpa. Seria como ‘Oh meu Deus, essa mulher dirigiu e esqueceu todas essas coisas'”, disse a diretora. “Aquela foi a única vez na minha carreira em que eu senti que ‘Faça isso [com outro diretor] e não vai ser grande coisa. E talvez eles entendam e amem isso mais do que eu’. Você não pode fazer filmes nos quais não acredita. A única razão para fazer isso seria para provar que eu consigo. Mas eu não teria provado nada se não tivesse sucesso. Eu não acho que conseguiria ter outra chance. E por isso, eu sou super agradecida”.

Jenkins ainda comenta a escolha de Taika Waititi para Thor: Ragnarok. “Eu realmente não tenho nada além de coisas positivas a dizer sobre a Marvel, porque, honestamente, eles me deram essa chance e não estava em moda fazê-lo. Eles encontraram o diretor legítimo de Thor. Taika é tão bom para Thor. Oh meu Deus, eu amo esse filme. Seu tom com Thor era simplesmente magistral. Isso me pareceu puro Taika”, afirma.

O próximo filme da franquia está previsto para chegar aos cinemas em 28 de outubro de 2021. Thor: Amor e Trovão conta com o retorno de Taika Waititi na direção. Chris Hemsworth, Natalie Portman e Tessa Thompson reprisam seus personagens.

Já Patty Jenkins comanda Mulher-Maravilha 1984. Devido à pandemia do novo Coronavírus a sequência teve sua estreia adiada. Agora, o filme estrelado por Gal Gadot chegará aos cinemas no dia 13 de agosto.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui