Penny Dreadful: City of Angels: Romance proibido na promo do episódio 7

Natalie Dormer estrela Penny Dreadful: City of Angels (Imagem: Divulgação)

O Showtime divulgou a promo do sétimo episódio da primeira temporada de Penny Dreadful: City of Angels. Intitulado “Maria and the Beast”, o capítulo vai ao ar no próximo domingo, 7 de junho. A série de drama e fantasia é derivada de Penny Dreadful, antologia ambientada em Londres durante o período vitoriano e exibida entre 2014 e 2016.

Confira:

Desenvolvida por John Logan, criador da antologia original, a trama se passa na Los Angeles da década de 1930 e é carregada de tensões sociais e dramas envolvidos com mitos ocultos do folclore mexicano. Na série, dois detetives investigam um assassinato, no entanto, o caso, rapidamente, se mostra muito mais complexo do que o habitual. A situação misteriosa se mostra ligada a forças sobrenaturais. que rapidamente se transforma em algo inesperado e bem mais complexo do que poderia imaginar. A situação misteriosa está envolvida com forças sobrenaturais.

O elenco do spin-off conta com Natalie Dormer, Daniel Zovatto, Nathan Lane, Kerry Bishé, Johnathan Nieves, Jessica Garza, Lorenza Izzo, Piper Perabo, Adriana Barraza, Amy Madigan e Brent Spiner. Rory Kinnear, que interpretou John Clare – o Monstro de Frankenstein na série original, assume o papel do Dr. Peter Craft na nova trama.

Assista ao trailer:

 

O que diz a crítica

No Rotten Tomatoes, a derivada acumula boas críticas e elogios para a performance de Natalie Dormer. A série conta, até o momento, com uma aprovação de 80%, com base em 25 avaliações. O consenso afirma: “Embora a série de personagens interessantes de City of Angels esteja melhor servida se houvesse menos deles, tramas sinuosas e performances excelentes certamente satisfarão os devotos de Penny Dreadful“.

Confira alguns comentários:

“Menos místico do que seu antecessor, mas refrescante, não simplesmente repetindo uma fórmula.” – Jonathan Roberts, The New Paper (Singapore).

“Penny Dreadful: City of Angeles é tão angustiante quanto seu antecessor, com um forte desempenho de Natalie Dormer.” – David Griffin, IGN Movies.

“Natalie Dormer já provou uma delícia perversa, interpretando várias manifestações diferentes de uma entidade maligna sedenta de sangue e colocando um sotaque alemão com um strudel.” – Brad Newsome, Sydney Morning Herald.