Pesquisa faz triste revelação sobre personagens trans no cinema

Sophia Burset/OITNB Netflix

De acordo com relatório da GLAAD (Aliança Contra Difamação de Gays e Lésbicas) nenhum filme de Hollywood lançado em 2018 incluiu um personagem trans, informa a Variety. O documento analisa anualmente filmes de grandes estúdios e dá notas de acordo com a representação LGBTQ que eles apresentam, assim como a integridade do conteúdo, e os resultados mostram que o cinema está perdendo feio para a televisão.

“Em um ano no qual vimos a inovadora série de televisão “Pose” colocar uma multitude de estórias trans como destaque e criadores trans nos bastidores, “Supergirl” introduziu o primeiro super herói trans da tv americana, e “Uma Mulher Fantástica” levou um Oscar; não houve nenhum personagem trans em nenhum filme de um grande estúdio”, diz o relatório. Ainda assim, o resultado do ano passado foi melhor que o de 2017, que apresentou os índices mais baixos no que diz respeito à representação LGBTQ como um todo. De 110 filmes, 18.2% apresentaram conteúdo inclusivo em 2018 contra 12.8% do ano anterior. “Filmes como “Com Amor, Simon”, “Millennium: A Garota na Teia de Aranha” e “Blockers” deveriam servir de exemplo para os estúdios”, escreveu a presidente da GLAAD Sarah Kate Ellis.

Beyonce e Jay-Z fazem discurso emocionado ao aceitar prêmio da GLAAD

Posicionado sobre o suporte e aceitação de pessoas LGBTQ negras, o casal Beyonce e Jay-Z recebeu o prêmio GLAAD de Mída de Vanguarda no último mês de março. Durante o discurso, Jay-Z agradeceu à mãe que escondeu durante anos ser lésbica para proteger os filhos: “Estou seguindo os passos dela e espalhando amor e aceitação”, disse ele. “Vamos dizer a eles que são amados, que são lindos, não tenham medo de se expressar e vamos protegê-los. E pais, vamos amar nossos filhos na sua forma mais verdadeira”, declarou Beyonce emocionada.

A GLAAD se diz preocupada com o futuro de vários títulos que seriam lançados pela produtora Fox 2000 agora que ela foi adquirida pela Disney, que decidiu encerrar a empresa completamente: “A luta por igualidade nos cinemas vai ficar ainda mais difícil”.

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

bostancı escort