DIsney
DIsney+ (Imagem: Divulgação)

Com lançamento previsto para novembro nos Estados Unidos, a Disney+ pode superar todas as expectativas sobre o seu número de assinantes e o que aponta a pesquisa feita pelo o USB Evidence Lab. 

O estudo liderado pelo analista John Hodulik ouviu cerca de 1000 pessoas que responderam se pretendiam aderir à nova plataforma de streaming da Disney, e a resposta foi positiva para 43% dos entrevistados. Mais especificamente o levantamento revelou que 24% estariam “extremamente dispostos a assinar”, enquanto 19% disseram que “provavelmente irão adquirir um plano ofertado pelo serviço. 

A partir deste estudo constatou-se que a taxa revelada é maior do que a projeção prevista pela Disney que espera de 20 a 30 milhões de assinaturas no país norte-americano até 2024, ou 20% a 30% das casas em todo os EUA.

“Vemos isso como um forte resultado, considerando que a Disney+ não será lançada até novembro, e o marketing da plataforma ainda nem atingiu a massa crítica”, concluiu Hodulik, de acordo com o Comic Book Review.

Compartilhamento de senhas

A Disney se posicionou contra a prática comum de usuários em plataformas de streaming de compartilharem as senhas muitas vezes feita entre amigos, parentes, e há até quem alugue uma senha, o que para o estúdio é algo completamente condenável.

Na visão da companhia, que trata o compartilhamento, como pirataria, definindo a prática não apenas como errada do ponto de vista ético, mas também uma atitude que deve ser evitada e combatida.

A posição da Disney é radical, dura e pretende mudar um costume considerado cada vez mais comum entre os assinantes dos serviços de streaming. Rasta saber como essa posição da empresa irá afetar o mercado, e se ela realmente conseguirá banir a prática comum em todos os serviços do gênero. 

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui