Pesquisa revela qual é a série original mais buscada nos novos serviços de streaming

O Mandaloriano
O Mandaloriano (Divulgação)

Nos últimos meses diversos serviços de streaming foram criados nos Estados Unidos, e mesmo que nem todos tenham chegado no Brasil há uma grande chance que isso aconteça em breve. Segundo uma nova pesquisa o programa mais pesquisado de todos os novos serviços é a série O Mandaloriano (The Mandolorian) do Disney+. A empresa Parrot Analytics foi quem elaborou a pesquisa, comparando as semanas de lançamentos dos serviços HBO Max, AppleTV+, Disney+ e Peacock, e observando como funcionava a demanda por seus programas originais durante este período inicial.

A empresa descobriu que O Mandaloriano era de longe o mais esperado de todos os programas de streaming. O drama de Jon Favreau, ambientado no mundo de Star Wars, foi disponibilizado no dia do lançamento do Disney+ em 12 de novembro, e sua demanda foi considerada 55 vezes maior do que qualquer série de TV naquela mesma semana. A Disney não informou quantos espectadores O Mandaloriano teve, mas o serviço atraiu 10 milhões de inscrições nas primeiras 24 horas. Agora, possui mais de 60 milhões de assinantes globais.

“O Mandaloriano pertence a uma classe própria”, diz Alejandro Rojas, diretor de análise aplicada da Parrot. A Apple TV+, que foi lançada alguns dias antes em 1º de novembro, teve três programas originais que superaram a demanda pelas séries de TV em sua plataforma durante aquele período: For All Mankind, Dickinson and See. Mesmo recebendo muita mídia, The Morning Show não teve números tão significativos de pesquisa.

Enquanto isso, na HBO Max, a Looney Tunes Cartoons era o programa original mais pesquisado. A reinicialização da série clássica foi significativamente mais procurada do que o segundo lugar da lista, Love Life, estrelada por Anna Kendrick. A demanda no Peacock mostrou que Brave New World e Curious George estavam bem acima da média durante a semana em que a NBCUniversal lançou amplamente seu novo serviço.

Todos esses streamings esperam chegar no patamar da Netflix que conta com 193 milhões de assinantes, e tem os programas originais mais procurados entre todas as plataformas. “Todo título tem um valor diferente. Isso vai além da audiência e da maneira tradicional de encarar o setor. Trata-se de capturar o interesse das pessoas e se conectar emocionalmente com as pessoas, para que elas vejam isso como parte de sua vida”, continuou Rojas, que acredita que a força da Netflix está justamente em seus originais, já que cada vez mais, a empresa perde seu conteúdo de terceiros.