Polêmica faz com que cena de Dumbo não esteja disponível no Disney +

Cena dos Corvos em Dumbo
Cena dos Corvos em Dumbo (Foto: Divulgação)

Para a felicidade dos fãs da Disney, em breve a plataforma de Streaming, Disney +, disponibilizará todas as animações clássicas. Porém, o filme controverso da empresa, ‘Canção do Sul’, não entrará no catálogo. O longa, lançado em 1946, retrata a população afro-americana dos Estados Unidos, após o fim da Guerra da Secessão, de forma preconceituosa.

“Esse filme não seria muito bem aceito pelas pessoas hoje em dia. Não é o interesse dos acionistas trazê-lo de volta”, esclareceu Bob Iger, CEO da Disney. Além dessa produção, uma cena do filme Dumbo também não entrará na plataforma. A cena em questão é do personagem Jim Crow, um corvo que faz referência aos menestréis de blackface. Na época, eles se “vestiam” de negros, para fazerem performances humorísticas e musicais. Jim Crow também era o apelido das leis que realizaram a segregação racial no EUA.

Nova versão

Tim Burton, diretor de Edward Mãos de Tesoura e diversos outros filmes de sucesso, escreveu uma nova versão de Dumbo, que está em cartaz nos cinemas. Essa versão live-action conta com um elenco de peso, formado por Eva Green, Colin Farrell, Michael Keaton e Danny DeVito. “Eu me sentia muito próximo de Dumbo, esse elefante que voa e não se encaixa no mundo. Era uma imagem muito pura, como em todas as fábulas da Disney, de um simbolismo simples para emoções reais”, chegou a dizer Burton, durante entrevista.

O Streaming Disney + vai ser lançados nos EUA em novembro, com uma assinatura mensal de US$ 6,99. Na América Latina, o serviço só chegará em 2020. No primeiro ano, a plataforma vai disponibilizar mais de 7.500 episódios e 500 filmes, além de 250 horas de conteúdo do National Geographic.

bostancı escort