Por causa da pandemia rede Cinemark tem prejuízo milionário

Mark Zoradi
Mark Zoradi (Reprodução/ Facebook)

A situação está bastante complicada em relação ao mercado cinematográfico, mas nem só os estúdios estão sofrendo com a pandemia causada pelo coronavírus, mas também os exibidores. A gigante Cinemark já sentiu o impacto financeiro, e segundo um relatório publicado nesta quarta-feira, 02 de junho, um prejuízo milionário acometeu a empresa de março para cá.

Com planejamento para voltar às atividades de forma gradual a partir de 19 de junho, a companhia atrasou seu relatório de ganhos trimestrais por causa da crise, registrando até agora perda trimestral de 59, 6 milhões de dólares, US$ 0,51 por ação, em comparação com o lucro de 32, 7 milhões de dólares do período anterior. A receita da empresa caiu 24% de 714, 7 milhões para 543, 6 milhões.

“Como resultado direto da pandemia global do COVID-19, fomos obrigados a fechar todos os nossos cinemas em meados de março, o que teve um impacto significativo nos resultados do primeiro trimestre e continua a nos impactar hoje”, disse o CEO da empresa nos Estados Unidos, Mark Zoradi. “Estamos ansiosos para receber nossos convidados e membros da equipe de volta aos nossos cinemas e temos o prazer de ter voltado nossa atenção para a reabertura doméstica, que planejamos iniciar em uma abordagem multifásica a partir de 19 de junho”.

“Nossa tecnologia aprimorada de imagem e som, telas gigantes e auditórios comuns proporcionam uma experiência de entretenimento profundamente envolvente, além de uma fuga transcendente da realidade, que simplesmente não pode ser reproduzida em casa. Após meses de abrigo em casa, estou otimista de que esses fatores incomparáveis ​​oferecem aos cinéfilos um alívio muito necessário que é um bom presságio para a Cinemark e para nossa indústria como um todo, quando os cinemas serão reabertos”.

Em abril deste ano, Zoradi previu que levaria cerca de quatro meses para que os cinemas reabrissem completamente após o recuo do COVID-19, dando naquela ocasião uma data para 01 de julho. No mês de maio, a Cinemark demitiu mais de 17.500 funcionários. Em sua sede principal, fez ajustes para baixo em 20% nos salários da metade dos colaboradores, e reduziu em 50% os salários dos funcionários restantes que trabalham fora da sede.