Matt Damon
Matt Damon em trailer de Ford vs. Ferrari, que estreia em novembro nos cinemas (Reprodução/YouTube – 20th Century FOX)

Depois de muitas especulações, o ator Matt Damon deu entrevista e revelou, dez anos após a produção Avatar, por que ele rejeitou o papel principal no filme. O ator foi convidado para viver o personagem Jake Sully, que acabou ficando com Sam Worthington. Em entrevista à revista britânica GQ, Damon disse que foi convidado pelo diretor James Cameron, cineasta responsável pela produção, que lhe convidou para protagonizar o longa.

“James Cameron me ofereceu Avatar. E, quando ele me convidou, ele disse: ‘Agora, escute. Eu não preciso de ninguém. Eu não preciso de um nome para isso, um ator famoso. Se você não aceitar, eu vou encontrar um ator desconhecido e dar o papel para ele porque o filme realmente não precisa de você. Mas, se você aceitar o papel, eu vou lhe dar 10% dele”, contou Matt, que, segundo as contas feitas pela revista britânica, teria recebido aproximadamente US$ 250 milhões, um valor que estaria próximo, hoje, de R$ 1 bilhão.

Em seguida, Matt Damon contou a história para John Krasinski. Os dois foram parceiros na roteirização de Terra Prometida. Krasinski ficou chocado com a história, mas disse que nada na vida de Damon teria mudado, a não ser pelo dinheiro. Entretanto, Matt se arrepende da decisão de ter deixado o filme ir para outro ator. Entretanto, o arrependimento não é com relação ao dinheiro, mas com o fato de não ter trabalhado com James Cameron. Apesar disso, fazer o filme Avatar teria causado problemas.

“Eu deixei mais dinheiro na mesa do que qualquer ator, na verdade. Quero dizer, meu maior arrependimento é – teria causado problemas para o Paul Greengrass [diretor de cinema] e todos os meus amigos na franquia Bourne, então eu não podia fazer – mas Cameron me disse no curso da conversa: ‘Bom, você sabe, eu só fiz seis filmes’. Eu não tinha me ligado nisso. Ele trabalha com pouca frequência, mas você conhece todos os filmes dele. Então, parece que ele fez mais do que a realidade. Eu percebi que, ao dizer não a essa oportunidade, eu provavelmente estaria passando a chance de trabalhar com ele algum dia. Então, isso foi horrível e ainda é brutal. Mas meus filhos têm o que comer. Eu estou indo bem”, explicou o ator.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui