Presidente da Blumhouse explica por que trailers do estúdio costumam soltar spoilers

O Homem Invisível (Imagem: Divulgação)

O presidente da Blumhouse Jason Blum falou sobre a guerra que o público passou a declarar contra os spoilers que estão cada vez mais presentes nas peças de divulgação dos filmes do estúdio, que acabam revelando de maneira proposital grande parte da história das suas tramas logo nos trailers, uma forma que passou a ser adotada como estratégia para atrair mais espectadores.

“É uma questão de mercado”, explicou Blum. “Está cada vez mais difícil levar as pessoas ao cinema e, por mais que as pessoas não gostem, os trailers que mais levam o público pras salas são os que mostram muitas coisas do filme”, revelou. 

O produtor ainda acrescentou acreditar que a maioria das pessoas que reclamam das historias que são reveladas dentro das prévias vai ver o filme. “O trailer não é para as pessoas que estão inteiradas, e sim para aquelas que estão indecisas entre ir ou não [ao cinema]”, disse ele. 

Em O Homem Invisível, Cecília (Kate Moss) está reconstruindo a sua vida após ser impactada  com noticia do suicídio do seu ex-namorado abusivo Adrian (Oliver Jackson-Cohen). Porém, a sua sanidade acaba sendo colocada em xeque ao começar a achar que está sendo perseguida pelo antigo companheiro e passa a suspeitar que ele está vivo.

O Homem Invisível é uma criação feita por H.G. Wells em 1897, sendo um dos Monstros da Universal, ganhou um filme originalmente em 1933, protagonizado por Claude Rains. Antes de ganhar uma produção solo, o personagem fez suas últimas aparições no cinema em longas como  O Homem Sem Sombra A Liga Extraordinária.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.