Primeira temporada de The Witcher pode decepcionar fãs dos livros

The Witcher (Reprodução)

Quando um livro ou uma série de livros querida do público é escolhida para ser adaptada para o cinema ou tv o primeiro medo é de que a produção não seja fiel ao material original. Desde o começo a equipe por trás de The Witcher garantiu que esse não seria o caso, porém uma nova informação pode deixar alguns fãs decepcionados.

Obviamente é quase impossível reproduzir cada fala e cada detalhe, e quanto mais complexos e detalhados forem a história e o universo, mais difícil fica. Em nova entrevista ao ComicBook, o produtor Tomek Bagiński revelou que não foi possível adaptar o primeiro livro de forma completa.

Na verdade, o livro tem muito mais material de fonte do que conseguimos colocar em 8 episódios, então tivemos que ser muito, muito cuidadosos sobre quais histórias queríamos contar [na primeira temporada]”, começou. “E a Lauren [S. Hissrich, showrunner] fez um ótimo trabalho não só escolhendo as histórias certas sobre o Geralt, mas também dando mais detalhes sobre o passado tanto da Yennefer quanto da Ciri”.

Diversidade

Essa não é a primeira vez que as personagens são mencionadas como tendo mais espaço na série. A própria Lauren adiantou essa escolha anteriormente. “[…] criamos uma história junto com os roteiristas que nos permitiu estar com a Yennefer quando ela era uma criança, quando ela está se tornando a pessoa que conhecemos e amamos e vemos nos livros”.

A intenção, segundo a dupla, é não colocar o foco da produção apenas no protagonista de Henry Cavill, mas também nas duas jovens que cruzam seu caminho e mudam seu destino para sempre, interpretadas por Anya Chalotra e Freya Allan.

Porque para nós o objetivo é contar uma história maior. Uma história maior que a saga, que não é apenas sobre o Geralt e seus amigos, mas sobre as duas também, e sabíamos que teríamos que construir essas personagens primeiro”, finalizou Tomek.

The Witcher estreia em 20 de dezembro.

 

 

Comentários