Problemas internos fazem Disney tomar decisões drásticas sobre suas séries

Logo Disney+
Logomarca do serviço de streaming Disney+ (Reprodução/Facebook – Disney+)

A Disney é uma empresa que tenta de todas maneiras se manter longe de polêmicas, principalmente quando envolve suas produções mais queridas. Assim como a Nintendo, a empresa tem como público alvo a família, com isso ela tenta evitar ao máximo produções que fujam do senso comum. 

A Disney ainda está engatinhando no quesito diversidade e inclusão, tanto que diversas críticas aparecem na internet relacionadas ao fato das princesas brancas terem mais destaques ou por personagens homossexuais ficarem em segundo plano nas produções. Seja por medo das reclamações do público, onde já houve casos de mães católicas boicotarem desenhos, ou pela ainda visão retrógrada da empresa, isso vem afetando a introdução de novos conteúdos no Disney+.

De acordo com uma matéria do The Hollywood Reporter a Disney desenvolveu e depois descartou três produções originais que iriam chegar no Disney+, e algumas delas foram mandadas para o Hulu, a qual a casa do Mickey é dona. Desde que o Disney+ estreou em novembro do ano passado, os fãs vêm criando muita expectativa, mas somente duas produções originais estrearam até o momento, sendo O Mandaloriano e High School Musical: A Série: O Musical.

Segundo o site, as três séries descartadas foram Muppets Live Another Day de Adam Horowitz, Eddy Kitsis e Josh Gad; Book of Enchantment, um drama dos vilões da Disney idealizado por Michael Seitzman; e uma produção baseada em Tron que havia sido anunciada por John Ridley.

A Disney ainda ia trabalhar em uma série baseada no filme Com Amor, Simon, que se chamaria Love, Victor e outras série baseada em High Fidelity, mas ambas foram transferidas para o Hulu. A mais recente polêmica envolve o revival de Lizzie McGuire, a Disney está achando o roteiro adulto demais.

Bob Iger terá que trabalhar muito para colocar novidades no serviço de streaming da casa do Mickey, pois os fãs estão sedentos por novidades e a concorrência está ficando cada vez maior.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.