Produção dos bonecos do Baby Yoda pode ser interrompida; saiba motivo

Baby Yoda (Imagem: Reprodução)

O Baby Yoda se tornou um dos personagens mais queridos e populares de O Mandaloriano, série do Disney+. Tanto que bonecos estão sendo feitos. No entanto, a produção do brinquedo pode ser paralisada. Segundo informa a CNN Business, a Hasbroo pode ter a sua produção de diversos brinquedos paralisada por causa do surto de Coronavírus.

Várias fábricas chinesas estão sendo fechadas para diminuir a propagação do vírus. Com isso, a empresa tem dificuldade de receber materiais, o que pode causar uma paralisação por tempo indeterminado da produção dos seus diversos brinquedos. “A ocorrência do coronavírus resultou em interrupções e danos aos nossos negócios, causados pelo impacto negativo em nossa capacidade de projetar, desenvolver, fabricar e enviar produtos (o impacto do lado da oferta) e pelo impacto negativo no comportamento de compra do consumidor (o impacto do lado da demanda)”, disse a Hasbroo em comunicado.

Deborah Thomas, diretora de produção da empresa, disse: “Estamos trabalhando para amenizar o impacto do vírus na produção dos brinquedos e tentando evitar que outras fábricas parceiras permaneçam fechadas por mais tempo do que já está previsto. Também reagendaremos as remessas dos produtos que não conseguiremos fabricar nas próximas semanas”.

O querido Baby Yoda foi apresentado na primeira temporada de O Mandaloriano, lançada em novembro no serviço de streaming da Disney. Criada por Jon Favreau, a série do universo Star Wars é ambientada cinco após a queda do Império e se passa vinte e cinco anos antes do surgimento da Primeira Ordem. A trama segue um caçador de recompensas mandaloriano viajando pelos territórios esquecidos do espaço.

Após sucesso entre os fãs e repercussão positiva por parte da crítica, O Mandaloriano foi renovada e ganhará uma 2ª temporada. O elenco conta com Pedro Pascal, Gina Carano, Giancarlo Esposito, Carl Weathers, Emily Swallow, Omid Abtahi, Werner Herzog e Nick Nolte.

 

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.