Produtor de Harley Quinn dá declaração nada animadora

Arlequina, na série animada Harley Quinn
Arlequina, na série animada Harley Quinn (Reprodução)

A série animada Harley Quinn, que mostra a vida de Arlequina tentando se provar uma grande vilã após o término de seu relacionamento com o Coringa tem se mostrado uma grande aposta do serviço de streaming DC Universe, conquistando não só a crítica, mas uma parcela considerável de público.

Com um elenco de dublagem encabeçado por Kaley Cuoco, o desenho adulto já garantiu uma segunda temporada, que está sendo trabalhada atualmente para entrar no catálogo a partir do final deste ano, ou no início do ano que vem, mas uma terceira temporada ainda é algo incerto conforme informou Justin Halpern, escritor da atração em entrevista ao site comicbook.com.

“Agora estamos em uma posição em que o DC Universe está tentando descobrir o que quer fazer com o programa”, diz Halpern. “Houve rumores sobre a expansão agora que a Warner Media tem vários braços [aqui ele incluir o novo serviço de streaming HBO Max]. Estamos explorando oportunidades para outros pontos de venda, mas nada está confirmado”, disparou.

A HBO Max chegará para o público em maio deste ano com todo o conteúdo da Warner, incluindo séries próprias como uma envolvendo os Lanternas Verdes. O escritor não disse com todas as letras, mas deixou no ar que existiu uma conversa sobre Harley Quinn mudar de casa.

“Mas como parte do ‘Hey, olhe para nós. Somos um pequeno show que está indo muito bem”, acrescenta o escritor. “Enviamos uma página… Não era bem uma sinopse, mas mais uma configuração para o que poderia ser a terceira temporada. E assim, pensamos nisso, mas isso não quer dizer que possa mudar completamente, depende do tipo de aval que vamos receber da crítica [na segunda temporada], só assim saberemos se vamos ter sorte o suficiente para conseguir uma terceira temporada. É tudo a ser determinado”, completou o autor.