Produtor de The Bing Bang Theory revela o que motivou o fim da série

Jim Parsons como Sheldon em The Big Bang Theory (Reprodução)
Jim Parsons como Sheldon em The Big Bang Theory (Reprodução)

The Big Bang Theory foi uma das mais aclamadas sitcoms, o programa chegou ao seu fim em 2019, depois de 12 temporadas. Mas segundo  o produtor John Shaffner, havia planos para que a série continuasse por pelo menos mais dois anos, e que a saída de Jim Parsons, que interpretou Sheldon Cooper, causou o fim do seriado.

Em uma entrevista para a Metro UK, John Shaffner explicou: “As notícias de que [o programa] estava terminando foram divulgadas porque a Warner Bros. preparou uma introdução adequada para explicar isso a todos, mas o elenco não sabia”.  Ele acrescentou: “O que ocorreu foi que Jim Parsons entrou em contato com Chuck Lorre [criador da série] durante a semana de folga e disse que não poderia mais voltar. E Chuck sempre disse que se um membro do elenco deixasse o programa, o programa teria que terminar”.

Ainda de acordo com Shaffner, “a Warner Bros. e a CBS queriam assinar por mais dois anos”, mas a decisão de cancelar a série já havia sido tomada. O produtor continuou: “Estava de volta ao escritório e descobri isso, desci e vi Johnny Galecki [Leonard] e Kaley Cuoco [Penny] na loja de quadrinhos se abraçando e chorando”. E finalizou: “Durante muito tempo, as pessoas encontraram dificuldade em aceitar a decisão e a equipe ficou muito desapontada porque foi um bom trabalho, mas realmente respeitei o que Jim fez. É melhor sair por cima”.

Jim Parsons já ganhou diversos prêmios por conta de sua participação em The Big Bang Theory e também por sua participação no filme Estrelas Além do Tempo. Atualmente Parsons está na série Hollywood da Netflix, onde interpreta Henry Wilson, um empresário que não mede esforços para fazer seus escolhidos brilharem como estrelas de cinema. Entre seus outros trabalhos na tv e no cinema estão Cada Um na Sua Casa, Os Muppets, Lições em Família, Ed, e The Normal Heart.