Produtor esclarece polêmica sobre os ânus em Cats

Cena do filme Cats (Imagem: Reprodução)

Muita gente ficou perplexa ao saber que o filme Cats, maior fracasso dos cinemas em 2019, mostraria os ânus dos personagens na telona. Toda a história começou quando Seth Rogen, estava assistido ao filme e comentando no Twitter, recebeu de um amigo roteirista uma informação de que o longa contaria esta parte da anatomia dos bichinhos, mas que ela era teria sido retirada durante a edição.

Segundo o relato via Twitter, existia um profissional responsável por apagar digitalmente a cavidade dos personagens, cena a cena. A história viralizou tanto que o próprio estúdio fez uma brincadeira sobre, sem responder se a história era verdade. Em entrevista ao The Daily Beast, um artista de efeitos visuais que não quis se identificar revelou que os buracos não eram algo opcional da direção do filme nas fantasias dos atores.

“Não era proeminente, mas dava para ver… E quando você via, ficava assim: ‘O que diabos é isso? … Há uma merda de um buraco lá dentro. Não estava na sua cara – mas ao mesmo tempo estava, se você estivesse olhando, veria!”, começou ele.

Para tentar corrigir o erro, ele conta que se submeteu a uma espécie de trabalho escravo praticamente, e chegou a trabalhar cerca de 90 horas por semana durante alguns meses, assim como alguns colegas, para garantir que tudo saísse como fora planejado. “Alguns colegas permaneceram no escritório por dois ou três dias de cada vez, dormindo debaixo de suas mesas”, continuou.

Mas ele disse que nada disse se compara ao tratamento dado por Tom Hopper diretor do filme, que exigia muitas coisas do trabalho sem nem fazer de ideia de como elas funcionavam, a exemplo da realização de imagens em animação. Segundo o profissional, o diretor chegou a procurar vídeos de gatos se movimentando para comparar se os movimentos dos atores no vídeo tinham ficado semelhantes, apesar de que no filme, os gatos dançam, e na vida real não.

bostancı escort