Produtores de Deadpool 2 são multados após algo HORRÍVEL acontecer

Deadpool 2
Cena do trailer do filme Deadpool 2, lançado em 2018 (Reprodução/YouTube – 20th Century Fox)

Que tanto Deadpool, como sua sequência foram sucessos de crítica e público, ninguém pode negar, mas a produção do longa recebeu um cartão vermelho por problemas de segurança durante as filmagens, o que culminou na morte de uma profissional. De acordo como site Deadline, os produtores de Deadpool 2 receberam uma penalização no valor de US$ 289.562 (cerca de R$ 1.685.250,00).

O motivo foi não fornecerem um local de trabalho seguro para a dublê Joi Harris, que foi morta em um acidente de moto no set do filme em 2017, em Vancouver. Primeira corredora profissional afro-americana, Joi estava em seu primeiro trabalho como dublê, e segundo relatos dos presentes no local, ela estava filmando uma sequência de acrobacias quando perdeu o controle de sua moto e colidiu com uma janela de vidro.

Joi era dublê de Domino, personagem de Zazie Beetz, e uma fonte próxima, revelou que ela era uma piloto experiente que passou o fim de semana inteiro ensaiando suas manobras, e que a segunda-feira de sua morte, ela já havia realizado a mesma acrobacia cinco vezes antes das filmagens oficiais.

Joi Harris, piloto que morreu durante as gravações de Deadpool 2
Joi Harris, piloto que morreu durante as gravações de Deadpool 2 (Reprodução)

A profissional não estava usando capacete quando tudo aconteceu, assim como a personagem em cena não usa. Ryan Reynolds, estrela do longa ficou mal com a situação e pediu que a produção fosse interrompida por três semanas.

A multa que foi aplicada recentemente à TCF Vancouver Productions LTD pela WorkSafeBC, uma espécie de agência de proteção à segurança no trabalho. “O objetivo principal de uma penalidade administrativa é motivar o empregador que recebe a penalidade – e outros empregadores – a cumprirem os requisitos de saúde e segurança ocupacional e manter seus locais de trabalho seguros”, disse a agência ao Deadline, que completou dizendo que durante as investigações foram identificadas cinco violações ao regulamento de segurança entre elas:

  • Falha em garantir a saúde e a segurança de todos os trabalhadores, ao não identificar os perigos, avaliar e controlar os riscos da atividade de trabalho e não fornecer uma supervisão adequada.
  • Falha em garantir que o dublê cumpra o regulamento usando capacete de segurança durante a operação da motocicleta.
  • Falha em garantir a saúde e a segurança do dublê ao não fornecer uma supervisão adequada em relação a esta atividade de trabalho.
  • Falha em fornecer uma nova orientação ao trabalhador do dublê.
  • Instruir o artista de acrobacias a não usar capacete de segurança durante a operação da motocicleta.

Joi Harris tinha 32 anos quando faleceu.