Programado para agosto, Disney toma decisão sobre data de lançamento de Mulan

Mulan
Mulan (Divulgação/ Disney)

Depois de Tenet, foi a vez do live-action Mulan ser adiado mais uma vez. A pandemia causada pelo novo coronavírus virou o mundo de cabeça para baixo, e nem o entretenimento, que em tempos de crise era ressaltado, permaneceu o mesmo, com vários filmes tendo estreias adiadas, ou mesmo a impossibilidade de produção. Nesta quinta-feira, 23 de julho, a Disney anunciou através de um comunicado que Mulan, programado para 21 de agosto ganharia uma nova data ainda não definida.

“Nos últimos meses, ficou claro que nada pode ser definido quando se trata de como lançamos filmes durante esta crise de saúde global, e hoje isso significa pausar nossos planos de lançamento para Mulan à medida que avaliamos como podemos trazer esse filme de forma mais eficaz para o público em todo o mundo”, disse um porta-voz da Disney à revista Variety.

Liu Yifei como Mulan (Divulgação/ Disney)

Esta é a quarta mudança de data de lançamento que Mulan enfrentou até agora, depois que o filme foi inicialmente programado para ser lançado em 27 de março deste ano. O filme foi adiado para 24 de julho, e depois para 21 de agosto. Curiosamente, depois que a Warner Bros anunciou que Tenet seria adiado indefinidamente, muitos mercados do mundo inteiro apostavam em Mulan para tapar o buraco que ficaria nas salas de cinemas, possibilitando assim uma reabertura.

O remake era muito aguardado na China, e contou até mesmo com um cuidado por parte da Disney para atender às expectativas chinesas, incluindo uma série de consultores e exibições de testes, além de atores do próprio país. O problema é que se antes, a China contava com o filme para conseguir ter o que exibir por lá, agora a situação se complica mais. Algumas cidades chinesas inclusive, estão fechando novamente seus cinemas após a descoberta de novos casos de coronavírus.