Ray Fisher explica por que não pode detalhar mau comportamento de Joss Whedon

Cyborg (Ray Fisher) em Liga da Justiça
Cyborg (Ray Fisher) em Liga da Justiça (Divulgação)

Ray Fisher, intérprete do Cyborg em Liga da Justiça, novamente foi a público falar sobre os bastidores do longa, e explicou aos fãs o motivo pelo qual não pode entrar em detalhes sobre todas as barbaridades cometidas pelo diretor Joss Whedon durante as filmagens. No ano de 2017, logo após Zack Snyder abandonar o projeto devido ao falecimento de sua filha, Joss Whedon assumiu o cargo de diretor.

Ele foi apresentado pela Warner Bros. como amigo pessoal de Snyder, e que faria apenas os retoques adicionais no longa que já estava quase inteiramente gravado, e não foi o que aconteceu. Whedon alterou todo o enredo, adicionando mais 80 páginas de roteiro, fazendo com que todo o elenco envolvido gravasse praticamente um novo filme.

O descontentamento foi geral, a mudança ocasionou não só a perda de alguns arcos importantes, como o sumiço de determinados personagens como Iris, par romântico de Barry Allen, o Flash. O desgaste foi tão grande que Ben Affleck, que já estava passando por um processo de libertação do alcoolismo, voltou a ficar ansioso, um dos motivos pelos quais ele desistiu de interpretar o Batman para sempre, abrindo mão inclusive de um filme solo do personagem.

Ainda em 2017 para promover o filme, Ray Fisher esteve na Comic Com San Diego, e falou que as refilmagens já estavam adiantadas, e descreveu Whedon, como um “cara legal”, porém há duas semanas, ele voltou atrás em um post no Twitter, e disse que estava retirando tudo o que havia dito naquela ocasião, e que Whedon na verdade era “Bruto, abusivo, pouco profissional, e mantinha um comportamento pouco aceitável” tudo isso com o aval dos chefes da DC Comics, Jon Berg e Geoff Johns, que aparentemente sabiam tudo o que rolava nos sets, mas faziam vista grossa.

Nesta semana um novo capítulo chegou ao grande público: nele, Whedon teria ameaçado acabar com a carreira de Gal Gadot, a Mulher-Maravilha, por ela ter se recusado a filmar uma cena em que Flash caía sobre seu corpo, e apalpava seu seio. A cena estava presente no filme, feita por uma dublê, motivo pelo qual o rosto de Gadot não é mostrado diretamente. Com a insistência dos fãs em saber o que realmente aconteceu, já que surgiram diversos profissionais defendendo Joss, Fisher explicou:

“Ainda estou sob contrato e ainda estou sob contrato de confidencialidade. Portanto, tenho que ter muito cuidado com o que digo e como digo, caso contrário, posso ser processado e cair no esquecimento. Então, para as pessoas que estavam procurando mais detalhes no momento, desculpe-me por não poder lhe dar no momento. Só preciso me certificar de que posso seguir em frente e lidar com a situação de maneira adequada, para que não seja, além de profissionalmente responsável, legalmente responsável por qualquer coisa que possa ser litigiosa ou seja o que for. Isso levará algum tempo, nós faremos isso, iremos vencer, e então poderemos seguir em frente no mundo. É isso”, disse ele em uma live no Instagram.

bostancı escort