RedeTV! surpreende e toma decisão sobre dramaturgia

Marcelo Carvalho
Vice-presidente da RedeTV! Marcelo de Carvalho comentou sobre a possibilidade da emissora investir em dramaturgia (Imagem: Divulgação)

A RedeTV! pretende investir em dramaturgia em sua programação de 2020. A informação foi anunciada pelo vice-presidente Marcelo de Carvalho, que também apresenta o “Mega Senha”  na emissora, que contou em entrevista à coluna F5, do jornal Folha de S. Paulo, que a prioridade agora é trabalhar com produções originais. 

“Só estamos esperando o mercado melhorar. Se Deus quiser, agora no segundo semestre, haverá a aprovação da reforma da Previdência e vai turbinar a economia. Melhorando a economia é a primeira coisa que queremos implementar”, revelou o empresário. 

Como a ideia é não trazer enlatados, ou seja, seriados de fora, a possibilidade é de contratar atores que antes estiveram no maior celeiro de talentos. “Temos muitos autores, roteiristas, atores e artistas no mercado. Com o fim do trabalho fixo da Globo isso [contratar globais] é possível. Antes, o cara, mesmo quando não trabalhava, ficava como contratado, agora não trabalhou ele sai. Tem muito talento para recrutar”, analisou. 

Entretanto, o apresentador assegurou que na programação só terá espaço para séries e minisséries na emissora “jamais novelas”, como atestou ele, acreditando que o formato de folhetim está em processo de saturação.

“Novela não, porque tem gente que faz bem há muito tempo, mas é um gênero em declínio. Trabalhei na Globo 35 anos e vendia ‘Roque Santeiro’ [1985-1986] com 90% de audiência, hoje as novelas dão 28. Meus filhos nunca assistiram um capítulo de uma novela na vida, em compensação por séries eles são fanáticos”, comparou. 

O executivo acredita que um setor de dramaturgia é o que falta para ser oferecido aos seus telespectadores. “A gente faz bem a linha de show, com programas ao vivo. Transmissões esportivas também vamos bem. Fazemos um jornalismo correto, mas você precisa ter dramaturgia. Tivemos uma experiência com ‘Betty, A Feia’, uma novela colombiana que rendeu 12 pontos de audiência”, lembrou.

Marcelo ainda justificou que as séries são mais “fáceis de transportar para a tela pequena, no celular, tablet. Hoje as pessoas chegam em casa mais tarde e não podem ficar seis meses assistindo a mesma coisa [novelas]. A série você pode fatiar e ir vendo. Isso é o futuro”, afirmou. 

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.

bostancı escort