Reese Whiterspoon publica foto da filha e confunde fãs

Reese Whiterspoon como Elena em Little Fires Everywhere
Reese Whiterspoon como Elena em Little Fires Everywhere (Divulgação/ Hulu)

Focada cada vez mais na produção dos shows e filmes que participa, a atriz Reese Whiterspoon deixou fãs, e até amigos confusos ao publicar uma foto de sua filha Ava Phillippe, de 20 anos. Como as duas são muito parecidas, as pessoas passaram a acreditar que a garota era a estrela de The Morning Show, e Little Fires Everywhere.

“Eu sei que ela é minha filha, mas sou bastante obcecada”, brincou Whiterspoon na legenda da imagem. Ava é fruto do relacionamento de Reese com ator Ryan Phillippe. Os dois ficaram casados de 1999, ano em que se conheceram no set de filmagens do longa Segundas Intenções (onde também interpretavam um casal), até meados de 2008. Além da garota, eles também são pais de Deacon, de 16 anos. Atualmente Reese é casada com o empresário Jim Toth, com quem teve outro filho, Tennessee James Toth, de 7 anos.

https://www.instagram.com/p/CEUkry5AmJs/

Os comentários começaram a surgir de todos os lados sobre a semelhança entre as duas. A produtora Austin Channing Brown disparou: “Eu sinceramente achei que era você”. A digital influencer Carly A. Heitlinger, escreveu: “Sua gêmea” nos comentários, enquanto Julianne Moore foi outra a elogiar a beleza de ambas. Outros comentários diziam que Ava era a versão miniatura da mãe.

Ava Phillippe e Reese Whiterspoon
Ava Phillippe e Reese Whiterspoon (Reprodução/ Instagram)

A atriz contou em uma entrevista à revista Variety, que passou por um longo caminho até se tornar produtora, e chegou bem perto da falência: “Precisei de três sucessos para eles pensarem: ‘Ok, ela está falando sério sobre isso’. Mesmo depois dos nossos primeiros grandes filmes, ‘Garota Exemplar’ e ‘Livre’, eu não estava ganhando nenhum dinheiro. Quase fali. O boom econômico veio realmente quando comecei a me abrir mais a iniciativas de engajamento virtual, entrando no Instagram e promovendo histórias de mulheres, fazendo o meu clube do livro. Eu acho que, no fim das contas, o público estava cansado de ver sempre as mesmas 20 pessoas fazendo filmes o tempo todo”