Regina King, de Watchmen, fala sobre mensagem profética do programa

Regina King em Watchmen
Regina King em Watchmen (Reprodução)

Em entrevista para o Deadline, Regina King, a estrela da série Watchmen, falou das mensagens um tanto proféticas apresentadas no início do programa. Watchmen foi lançado em 2019 e muitos telespectadores notaram diversas semelhanças com o que aconteceu no seriado e os acontecimento de 2020, como os vários protestos que aconteceram contra o racismo mesmo no período de quarentena.

“Você tem pessoas que estão assistindo pela primeira vez durante a pandemia, depois de George Floyd e Breonna Taylor e estão mais cientes da história da brutalidade policial, da violência contra os negros americanos, e por isso estão recebendo isso por uma lente diferente”, King observou. “O uau deles é,‘ Não posso acreditar que este programa está na hora certa ’… é uma espécie de estudo de antropologia em muitos aspectos”.

Anteriormente em uma entrevista para GQ Middle, Yahya Abdul-Mateen II também comentou sobre as questões que a série lidou e que se viu acontecer na vida real.

Abdul-Mateen II disse: “Ver as pessoas assistindo Watchmen e depois ter conversas novas e mais sofisticadas sobre a importância de contar a história do massacre de Tulsa – chamando-o de massacre, não de motim racial – me enche de orgulho. E com o que aconteceu com George Floyd, há um efeito dominó: agora, não temos desculpa para ignorar essa parte da história ou dizer que não fomos educados”.

Ele acrescentou: “Algumas pessoas mudam o canal dizendo que não estão assistindo nosso programa de merda. Posso não ter acesso ao grupo demográfico que opta por ver algo como nossa versão de Watchmen e me deixa de seguir no Instagram porque não compartilham minhas crenças. Eles verão a minha mensagem, verão meu trabalho e eles o rejeitarão ativamente como propaganda esquerdista. Esta é a América, então eles não têm motivo para me ouvir. Mas posso falar com meus amigos brancos e um público mais amplo que é esclarecido e inspirado para ter conversas desconfortáveis ​​com parentes e companheiros -trabalhadores. Então, tenho a sorte de fazer parte desse progresso”.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.