Regina King explica por que seu primeiro filme como diretora precisa ser lançado agora

One Night in Miami
One Night in Miami (Divulgação)

Depois de dirigir episódios de séries de TV, Regina King, estrela de Watchmen está prestes a apresentar seu trabalho como diretora no Festival de Veneza. Mesmo não estando presente fisicamente por causa da COVID-19, ela não descarta o fato de estar animada com seu primeiro longa, One Night in Miami exibido por lá. O filme mostra o encontro de quatro grandes personalidades negras estadunidenses: Jim Brown, Sam Cooke, Cassius Clay e Malcom X.

Eles contam suas respectivas histórias, e como se enxergam como homens negros, e como a sociedade os enxerga. Regina diz que devido à pandemia talvez o lançamento não aconteça da melhor forma possível, mas este é um tipo de longa que precisa ir para os cinemas, e nesse momento, em que as discussões sobre resistência e direitos estão acaloradas.

“O plano é definitivamente ter uma temporada nos cinemas, mas não sabemos como será essa temporada. Não queremos esperar muito porque acho que agora é a hora desse filme sair. Mas gostaríamos de homenageá-lo e dar a ele algum tipo de lançamento nos cinemas”, disse ela revelando ainda que acredita naqueles personagens sobre a melhor forma de protestos”

“Nós conhecemos esses homens no início dos anos 1960, na época do bombardeio da Igreja Batista em Birmingham, pelo KKK. Foi também o auge da resistência não violenta, considerada a única forma aceitável de protesto. Encontramos esses quatro homens e você percebe que a resistência não violenta não é a única maneira certa de fazer as coisas. O que é certo é liberdade e liberação, então em suas conversas, em seus debates, acho que percebemos que há um espaço para todas essas coisas juntas: todos os estilos de como você resiste são aceitáveis ​​e necessários. Não estou encorajando as pessoas a saírem e machucarem alguém, mas sinto que estamos todos em um ponto agora onde as pessoas estão falando e não estão agindo de forma segura. As pessoas estão correndo riscos”, continuou.

ankara escort