Repreendido, policial é obrigado a retirar símbolo do Justiceiro do uniforme

Justiceiro (Divulgação / Marvel Comics)

De acordo com o site Comic Book, um policial do Canadá está sendo repreendido por usar o emblema do Justiceiro em seu uniforme. Um porta voz do Departamento de Polícia de Toronto disse o seguinte: “O policial usando o adesivo foi identificado e foi instruído a removê-lo imediatamente. Não é aprovado, nem apropriado, que ele o use em seu uniforme. Isso agora é uma questão de disciplina interna e, como resultado, não posso oferecer mais nada”.

De acordo com o relato, o oficial em questão foi visto em uma entrevista coletiva em 8 de setembro com o emblema no peito, junto com a mensagem: “Não se engane, eu sou o cão pastor”. A frase é uma referência ao livro de C.W. Lemoine que traz um personagem muito parecido com Frank Castle.

Uso do logotipo do Justiceiro estaria infringindo a lei

Embora seja comum, o uso do logotipo do Justiceiro – que é uma caveira estilizada –  é uma postura que muitos consideram problemática. Até mesmo o co-criador do Justiceiro, Gerry Conway, opinou sobre o assunto em 2019, dizendo: “Qualquer ‘policial’ que usar o logotipo do Justiceiro em sua capacidade oficial está identificando a aplicação da lei com um fora da lei. Esses ‘policiais’ são uma vergonha para policiais sérios em todos os lugares. Eles mostram um nível imbecil de irresponsabilidade e devem ser demitidos imediatamente”,

A Marvel Comics também abordou a controvérsia em uma edição recente do título solo do Justiceiro, em que Frank Castle castigou um grupo de policiais por usar seu símbolo, dizendo que ele não é alguém que eles deveriam idolatrar.

No início deste ano, quando aconteceu o movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam) por conta da morte de George Floyd por um policial, os policiais deram início ao movimento Blue Lives Matter (Vidas Azuis Importam) para falar da violência que os policiais sofrem, e muitos usaram o símbolo do Justiceiro nas manifestações. O criador do personagem e a Marvel voltaram a reforçar que não querem o símbolo de seu anti-herói sendo usado por policiais.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.

ankara escort