Ridley Scott conta qual sua pretensão caso sequência de Alien aconteça

Alien - Covenant
Alien – Covenant (Foto: Divulgação)

Se tem uma coisa que Ridley Scott tem orgulho é da trajetória feita por Alien, filme cuja trajetória se iniciou nos cinemas há várias décadas. Inicialmente, o diretor era contra retomar o projeto depois dos três primeiros filmes, mas acabou mudando de ideia e lançando Prometheus, em 2012. Logo que o filme saiu, ele ficou animado em fazer uma sequência do mesmo, que aconteceu cinco anos depois com a estreia de Alien: Covenant.

Projetado para ser a segunda parte de uma trilogia, o filme ficou aquém do esperado nas bilheterias, e era cada vez mais baixa a esperança de acontecer um novo filme subsequente, até mesmo por conta da compra da Fox (estúdio que produzia os longas), pela Disney, que poderia não ter interesse no projeto. Scott, que até então se mantinha sem falar no assunto, resolveu se pronunciar.

Ele conversou com o escritor do jornal LA Times, Justin Chang, e contou que ainda existe possibilidade para um filme futuro: “Eu ainda acho que há muita quilometragem em Alien, mas acho que agora você terá que voltar um pouco para poder evoluir”.

“O que eu sempre pensei quando estava fazendo, o primeiro era: por que uma criatura como essa seria feita? E por que estava viajando no que eu sempre pensei que era uma espécie de arte de guerra, que carregava uma carga desses ovos? Qual era o objetivo do veículo e qual era o objetivo dos ovos? Essas são as perguntas: quem, por que e qual a finalidade de um próximo filme?”, disparou.

No final de Alien: Covenant, David (Michael Fassabender), o androide que antes posava como robô perfeito, e bonzinho, se mostra maligno ao voltar para a nave cheio de embriões de novos monstros. As perguntas que ficaram em aberto são exatamente as que Ridley Scott quer responder em um próximo filme, embora não haja certeza sobre um próximo longa.