Rob Liefeld compartilha arte com visual alternativo do Colossus no filme Deadpool

Colossus no filme Deadpool (Foto: Reprodução)

Deadpool foi definitivamente um dos melhores filmes de super heróis que chegaram nos cinemas. Contudo, o anti-herói não brilharia sozinho se não fosse a participação de outros personagens para ele zoar, como foi o caso de Colossus. O membro dos X-Men apareceu nos primeiros momentos do filme e ofereceu uma das mais hilárias cenas do longa metragem, onde Deadpool acabou com “mãos de T-Rex” ao tentar acertar socos no grandalhão.

Na última semana, Robe Liefeld, o criador de Deapool, publicou uma arte conceitual da cena descrita acima, onde vemos o Wade Wilson dizendo “Todos os outros dinossauros temiam o T-Rex”. Além disso, podemos ver Piotr Rasputin, o Colosssus, com uma roupa diferente da que foi apresentado no filme e mais parecida com a que o personagem usa nos quadrinhos da Marvel. Na publicação Liefeld escreveu: “Esta é uma das primeiras peças de arte-chave que Tim Miller me enviou. #QuarantineWatchParty #Deadpool”.

Deadpool chegou nos cinemas em 2016. O longa metragem teve direção de Tim Miller e arrecadou US$ 783 milhões em bilheteria. O filme conta a história de origem de um dos personagens mais icônicos da Marvel, onde Wade Wilson é um ex-agente especial que se trona um mercenário. Após passar por terriveis experimentos ele ganha um super poder de cura, mas tendo seu corpo deformado. Com isso, ele passa a se vingar de todos que o prejudicaram.

No Rotten Tomatoes, o filme teve 85% de aprovação da crítica e 90% de aprovação do público. Leia abaixo alguns comentários sobre a produção:

“Este é o primeiro filme da Marvel classificado como R e é inteligente, liso, doce e sexy” – Linda and Al Lerner, Movies and Shakers.

“É tudo mais imundo, e mais hilário, emocionante e ultra-violento do que você provavelmente pode imaginar” – Leslie Combemale, Cinema Siren.

“Juntamente com as cenas de luta cheias de ação, Deadpool prova que ele está aqui para entreter e ele o faz espetacularmente, graças ao desempenho perspicaz de Reynolds” – Katie Smith-Wong, Flick Feast.

“É feito com competência e principalmente divertido” – Chris McCoy, Memphis Flyer.

 

Comentários