Robert Downey Jr. explica cena de união entre Homem de Ferro e Capitão América

Cena de Vingadores: Ultimato (Marvel / Disney)
Cena de Vingadores: Ultimato (Marvel / Disney)

Vingadores: Ultimato certamente vai ficar marcado como um filme sempre lembrado, primeiramente por ele ter alcançado a marca de maior bilheteria de todos os tempos, e segundo porque os fãs não deixarão que ele morra, sempre procurando um detalhe ou outro. Desta vez isso, a notícia que surge não tem a ver com um novo easter-egg encontrado e sim de uma explicação dada por uma das estrelas do longa: Robert Downey Jr.

Durante uma participação em uma espécie de watch party que comemorou 1 ano de lançamento da última parte da franquia, ele apareceu de surpresa e falou sobre a reconciliação de seu personagem, Tony Stark, o Homem de Ferro, e Steve Roger, o Capitão América, interpretado por Chris Evans.  Os heróis estiveram separados desde Capitão América: Guerra Civil, em que chegaram a brigar tomando lados opostos devido à sua visão sobre o que era correto.

Em Vingadores: Guerra Infinita, os personagens não chegaram a se encontrar. Enquanto Tony preferiu estar com sua família, Steve continuou prestando seus serviços ao mundo. Anthony e Joe Russo, diretores de Ultimato estavam online assistindo ao filme junto com os fãs, quando Downey surgiu para comentar a cena em que acontece a reconciliação dos heróis.

“Era tudo sobre ele me perdoar por não perdoá-lo [anteriormente], para que pudéssemos começar a nos preparar para quem sabe jogar a toalha para o que quer que tínhamos que fazer. Não era apenas a ideia de enterrar o machado, estava enterrando o machado e pegando a cruz juntos. Era uma cena complexa”. A cena em questão mostrou Tony com o escudo do Capitão, e o entregando para que ele se juntasse ao time novamente. Segundo o que foi dito, o Homem de Ferro não conseguia perdoar o colega, por estar sofrendo com todas as perdas em especial a de Peter Parker, que havia sido aniquilado pelo estar de dedos de Thanos (Josh Brolin).