Roteirista comenta motivos pelos quais deixou Indiana Jones V

David Koepp (Foto: Divulgação)
David Koepp (Foto: Divulgação)

David Koepp, roteirista de Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal, comentou ao portal Den of Geek, sobre as razões que o levaram a desistir da produção do quinto filme da franquia, estrelada por Harrison Ford. O profissional deixou a produção ao lado do veterano Steven Spielberg, na intenção de abrir espaço para “sangue novo” na franquia do arqueólogo aventureiro.

 “Tentei escrever diferentes versões com Steven”, disse o roteirista. “E todas elas tinham algumas coisas boas, assim como coisas que não funcionaram, e isso acontece. Foi muito difícil juntar todos os elementos necessários. A verdade é que, Steven, Harrison, Disney, e o próprio roteiro… Nunca estivemos na mesma página. Tentamos, mas não conseguimos”, afirmou Koepp.

O roteirista não guarda ressentimento da saída, e diz confiar na capacidade de James Mangold, que assumiu o projeto no lugar de Spielberg. “Foi uma decisão totalmente compreensível. E é muito importante que esse novo diretor traga essa sensação de renovação, de novidade. A última coisa que James precisava era das pessoas antigas da franquia dando opiniões, dizendo, ‘Então, o jeito que Steven fazia isso era diferente’”, disse. Indiana Jones V, deve chegar aos cinemas em julho de 2022.

Na ocasião do anúncio da sua saída, em junho deste ano, Koepp criticou a direção de James Mangold, conhecido por ter dirigido Logan (2017). “A razão pela qual os filmes de Indiana Jones são tão difíceis é porque é realmente difícil. É difícil. Tem que ser ótimo. O primeiro e o terceiro filmes dessa série são absolutamente amados, e ser amado não é fácil”, disse em uma entrevista ao site The Hollywood Reporter.

“Então, eu fiz algumas versões de roteiro deste último que achei boas; a última em particular. Mas não deu muito certo. Steven não conseguiu ficar. Simplesmente não aconteceu. Às vezes dá certo, outras não. Mas se haverá outro filme de Indiana Jones, acho que James Mangold é um ótimo cara para explorá-lo. Certamente, o que ele fez com Logan foi notável”, disparou.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.