Rumor aponta qual ator pode estrelar filme solo do vilão Lex Luthor

Ryan Gosling (Reprodução)

Depois do grande sucesso de Coringa, que se destacou com entre os filmes sombrio da DC, na Warner Bros, muito fãs dos quadrinhos de todo o mundo, passaram a questionar sobre qual será o próximo passo ousado do estúdio.

Conforme informações dos jornalistas Jess Sneider e John Rocha ao Collider, a Warner tem planos de fazer um filme solo de um dos personagens mais antigos da DC, o vilão Lex Luthor. O estúdio estaria em negociação com o ator Ryan Gosling, astro do filme de ficção cientifica O Primeira Homem, para protagonizar o vilão no novo longa.

Porém, nenhuma das informações passadas pela dupla chegaram a ser confirmadas pela Warner, que não fez nenhuma revelação sobre o possível longa, tampouco sobre o possível protagonista.

Em contrapartida, o filme do Coringa, que segue em exibição nos cinemas de todo o país, vem se consolidando como um dos maiores sucessos de bilheteria do ano. O longa chegou a faturar mais de US$ 94 milhões só no dia de sua estreia, tornando-se o maior recorde para o mês de outubro.

Coringa também é líder de bilheteria também no Brasil, por aqui o filme faturou R$ 29,5 milhões em seu final de semana de estreia. O filme é estrelado pelo ator Joaquin Phoenix, e conta a história de Arthur Fleck, um comediante de stand-up que acaba ficando louco, e se envolvendo em uma vida de crimes em Gotham City.

A produção também tem conseguido uma ótima aprovação na crítica especializada, no Rotten Tomatoes, Coringa obteve 69% de aprovação em 396 críticas, onde os avaliadores relataram, “dá ao seu infame personagem central uma história de origem assustadoramente plausível que serve como uma vitrine brilhante para sua estrela – e uma evolução sombria para o cinema inspirado em quadrinhos”.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.