Ryan Dorsey faz vídeo chorando e explica motivo que o levou a morar com ex-cunhada

Ryan Dorsey e Nickayla
Ryan Dorsey e Nickayla (Reprodução)

Depois de um jornal anunciar que o ator Ryan Dorsey, ex-marido da atriz de Glee, Naya Rivera, morta em julho deste ano iria morar com a irmã dela, Nickayla para poder criar o filho, o burburinho foi tão grande, que ele resolveu se pronunciar, e apareceu chorando em um vídeo publicado em suas redes sociais, onde explicou o motivo de sua decisão. Ele disse que seu filho, Josey, de cinco anos implorou para que a tia, a quem chama de Titi, morasse com ele pois é o mais próximo de uma mãe que ele tem.

“Nem sempre é preto e branco. Não posso acreditar que isso seja a vida real e estou prestes a rebater qualquer uma dessas bobagens. Fui informado de que há muitas pessoas que têm muito a dizer e opiniões sobre a trágica situação de uma família. Existem pessoas fazendo julgamentos, fazendo suposições, elas estão enviando mensagens terríveis desejando a morte para estranhos que elas realmente não conhecem”, disse ele sobre as ameaças de morte recebidas por ele e Nickayla.

Ele falou sobre as conversas que tem tido com Josey, sobre Naya não estar mais entre eles: “E então ele me pergunta se Titi pode morar conosco. ‘Eu quero que Titi viva conosco para sempre’, porque ela agora é a coisa mais próxima que ele tem de uma mãe, porque você vai precisar de toda a ajuda que puder obter como pai solo, tentando construir sua carreira e navegar neste desastre com seu filho e você lida com isso a cada hora, todos os dias, por mais de 80 dias. Eu não gostaria que nenhum de vocês tivesse que passar por nada disso e ter que deixá-lo conseguir o que quer, o que ele pede e o que ele precisa agora, que é sua família. Mesmo que você saiba que é temporário e não para sempre. É uma situação temporária e, depois de tudo que ele teve que passar, como você pode negar isso a ele, por quê? Por causa do que alguns estranhos podem pensar ou dizer ou vomitar algum ódio baseado em algum tablóide mal-intencionado, ilógico e mal-informado? É triste. É realmente”, continuou.

“Mas espero que você tenha sorte o suficiente, espero que você tenha a sorte de ter família em ambos os lados que apoiam e que ajudam tremendamente e por ter uma jovem que é… sua Titi que está disposta a colocar sua vida em espera e sacrificar coisas; desenraizar a situação dela para a melhoria do seu filho para que, quando você colocar seu filho na cama, você não tenha sempre que ficar sozinho com seus pensamentos e você não precisa ficar triste todos os dias e noites, se perguntando quando isso vai melhorar. Pelo menos você tem alguém lá com você para conversar ou apenas sentar em silêncio e ficar triste. Você não tem que lidar com isso completamente sozinho”.

“E eu tenho que dizer a ele: ‘Oh, ela é um anjo agora. Ela está com Deus. Ela está no céu’. E ele diz: ‘Bem, eu quero ir para lá. Como faço para chegar lá?’. Eu não gostaria que nenhum de seus ouvidos tivesse que ouvir isso, ouvir essas palavras vindo da alma mais doce que você conhece. E então ir a um funeral, tentando explicar para uma criança inocente o que é um funeral muito antes que ela tivesse que pensar ou lidar com qualquer coisa disso. E quando você passar por isso e ele me perguntar se a Titi pode morar com a gente…”, concluiu.