Ryan Murphy comenta polêmica de American Crime Story: Impeachment

Ryan Murphy (Reprodução)

Ryan Murphy, um dos criadores e produtores mais prestigiados do universo da televisão na atualidade, sempre procurou romper barreiras e incluir críticas sociais em suas histórias. A nova “The Policitian” é prova disso. Porém outra série está causando polêmica atualmente, American Crime Story: Impeachment, o novo capítulo da famosa antologia.

Não seria o tema em si, o mais do que famoso escândalo envolvendo o ex-presidente Bill Clinton e seu subsequente impeachment depois que o caso com a então secretária Monica Lewisnky se tornou público – mas sim a sua possível data de lançamento, inicialmente marcada para setembro de 2020.

Muitos têm criticado a escolha, afirmando que a estreia, no mês que coincide com a próxima eleição presidencial entre Trump e o candidato escolhido pelo partido Democrata, pode influenciar os resultados. Murphy afirma, entretanto, que a data sempre pode mudar.

Fiquei um pouco chocado com a ideia de que uma mini série de televisão poderia mudar o futuro do nosso país”, afirmou ele ao The New York Times. “Mas preciso dizer que eu realmente compreendo a sensibilidade das pessoas e [a data] é apenas temporária, e ainda não confirmamos quando será lançada”, explicou, afirmando que terá um ano ocupado com filmagens em 2020.

Drama

American Crime Story: Impeachment será estrelado por Beanie Feldstein (Lady Bird) no papel de Lewisnky, e promete focar no ponto de vista feminino do caso, particularmente das mulheres que não tinham dinheiro e poder para protegê-las, ou seja, a ex-primeira dama Hillary Clinton não terá um papel relevante.

Se você viu a forma como a história recebeu cobertura na época, você verá que a forma como nós tratamos de muitos aspectos dela, particularmente das mulheres, realmente foi transformado pelo período no qual estamos vivendo, pelo movimento #MeToo”, disse o presidente da FX John Landgraf.

A produção será baseada no livro “Uma Vasta Conspiração: A História Real do Escândalo que Quase Derrubou um Presidente”. Sarah Paulson, que já participou da primeira temporada “The People v. O. J. Simpson”, viverá Linda Tripp, além de Annaleigh Ashford como Paula Jones.

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

bostancı escort