Ryan Reynolds está negociando para estrelar live-action baseado em famoso jogo

Dragon's Lair
Dragon’s Lair, jogos da Nintendo (Divulgação)

Ryan Reynolds está negociando para produzir e estrelar uma adaptação em live-action do jogo de videogames dos anos 80, Dragon’s Lair, para a Netflix. O ator conversou com a gigante do streaming para que sua produtora, a Maximum Effort, esteja à frente do projeto juntamente com outras empresas conhecidas, de acordo com o The Hollywood Reporter.

O roteiro ficaria a cargo de Dan e Kevin Hageman, que escreveram Uma história Lego e Histórias Assustadoras para contar no escuro. Reynolds viverá Dirk, o herói que tenta resgatar a princesa Daphne das garras do dragão Singe e do mago Mordroc. Este curiosamente seria o terceiro filme do ator que tem a ver com jogos, iniciando em Pokémon: Detetive Pikachu, e Free Guy, marcado para estrear no meio do ano, e também o terceiro de sua parceira com a Netflix. Por lá ele estrelou Esquadrão 6, e trabalha em Red Notice, que foi paralisado em decorrência do coronavírus.

Dragon’s Lair foi lançado originalmente para fliperamas em 1983 pela Cinematronics. O jogo usava a tecnologia laserdisc e oferecia gráficos superiores e animação com qualidade de filme dos Don Bluth Studios.

O ator que se prepara para viver a terceira aventura de Deadpool nos cinemas fez uma brincadeira envolvendo seu personagem mais impopular há alguns dias. Trata-se de Hal Jordan, o Lanterna Verde. “P*ta m**da, eu não sou bom em rimas, ou em ser Lanterna Verde/ No dia mais brilhante/ Na noite mais escura/ Nenhum vírus escapará da minha vista/ Quem duvida da força de COVID/ Cuidado com meu poder: Água e sabão/ Feliz dia de St.Patrick”, escreveu ele ao compartilhar uma foto do personagem.  Na época de seu lançamento o filme foi amplamente criticado pela tecnologia que criava a roupa do personagem, que na trama era feita de energia. Com custo de 200 milhões de dólares, o longa arrecadou apenas 200 milhões em todo o mundo.