Saiba como assistir Sexy Hot de graça em meio à quarentena

Sex Hot (Divulgação)

É sabido que vários serviços de streaming estão oferecendo gratuitamente conteúdos para colaborar com a quarentena proposta para evitar que o coronavírus se prolifere ainda mais. Mas que tal algo mais picante para variar um pouco?

Pois é, o Sexy Hot decidiu ajudar seu público adulto oferecendo dez filmes gratuitamente em seu site, além de outros nove curta-metragens através dos serviços sob demanda de operadoras de TV por assinatura.

A novidade aparece na opção Fique em Casa. “Queremos colaborar com a permanência das pessoas em casa, oferecendo mais opções de entretenimento e conteúdo de qualidade. Precisamos estar afinados com as necessidades e o bem-estar do nosso público”, disse a diretora-geral do Grupo Playboy do Brasil, Cinthia Fajardo.

Para quem quer mais conteúdo quente, a Amazon Prime Video lançou Soltos em Floripa, que tem sexo no chuveiro e até na cama, mas sem edredom e com muitos gemidos altos. “A gente ficava embasbacado. É um reality muito livre. Eles fizeram o que eles queriam fazer, a gente comentava o que queria comentar. A gente imagina que todo o mundo vai se fazer de santinho, mas não.”, falou MC Carol, que já assistiu.

A Netflix também está ajudando seu público e selecionou algumas sugestões para as pessoas conferirem durante o isolamento social: Skins, Being Mary Jane, The West Wing, Shameless, Once Upon A Time, Kim’s Convenience, The 4400, Forensic Files, Dexter, That 70s Show, Gotham, Greenleaf, Charmed, Weeds, Sherlock, NCIS, Lost Girl, The Bachelor, The 100, and Scandal.

Neste momento difícil, também é importante ajudar os outros, especialmente pessoas carentes. Ben Affleck usou suas redes sociais para pedir doações de alimentos: “Durante esses tempos de incertezas, estou pensando nas nossas populações mais vulneráveis – crianças que estão perdendo acesso às alimentações, nossos amigos e famílias que estão enfrentando interrupções no emprego, idosos e famílias de baixa renda. Junte-se a mim no apoio ao Feeding America, a rede nacional de 200 bancos de alimentos que trabalha incansavelmente para alimentar nossos vizinhos em todo o país”, escreveu em suas redes sociais.

Jornalista especializado em entretenimento, consumista de streaming e cinemaníaco de carteirinha.