Saiba os motivos para Warner ter demitido o criador de Fuller House

Jeff Franklin
Jeff Franklin (Foto: Reprodução/Instagram)

Jeff Franklin, criador da série Fuller House, foi demitido como showrunner no final do ano passado. Ele acusou Bryan Behar de calúnia, de ter sido sabotado para que Behar se tornasse showrunner. Porém, a Warner revelou que a história não foi assim.

O vice presidente de relações trabalhistas do estúdio, Silisha Platon, declarou sob juramento, em um tribunal de Los Angeles, dando base para as declarações de Bryan, segundo o THR. Platon falou que as investigações sobre o comportamento de Franklin já acontecem desde 2016, antes mesmo do caso de Harvey Weinstein e do #MeToo. Essas investigações deram início após uma alegação sobre a conduta de Jeff, no set, assediando membros da equipe e tornando o ambiente desagradável.

Uma mulher teria dito que Franklin falava sobre as orgias que realizada nos finais de semana, enquanto outras falaram que ele pedia para elas levarem biquínis. Há também outro fato lastimável, que era Franklin reclamando várias vezes sobre a contratação de diretoras e pessoas negras, para trabalhar em sua série. Ele também preferia roteiristas homens do que mulheres.

Fuller House

Fuller House pode ser vista na plataforma de streaming Netflix. A sitcom se passa em San Francisco, e gira em torno de D.J. Tanner-Fuller, que perdeu seu marido recentemente, Stephanie Tanner, irmã mais nova de D.J., Kimmy Gibbler, sua melhor amiga e mãe divorciada e Ramona, sua filha adolescente. Todas se mudam para a casa de D.J., para ajudá-la a cuidar dos três filhos: Jackson, de 13 anos, Max, de 7 e o bebê Tommy. Kimmy acaba reatando com o marido Fernando, que passa a morar na casa de Fuller também.

bostancı escort