Mulher-Maravilha 1984 (Divulgação / Total Film / Warner Bros.)
ANÚNCIO

O coronavírus tem feito diversos estúdios em Hollywood reavaliarem as datas de estreias para seus blockbusters, um dos quais é o aguardado Mulher-Maravilha 1984. De acordo com o site The Wrap, a Warner, produtora do filme, está mantendo uma série de discussões internas sobre a possibilidade de adiar o lançamento, por enquanto, marcado para o dia 4 de junho.

Uma das possibilidades discutidas pelos executivos é de distribuir o filme por streaming, sem passagem por cinemas. A empresa avalia que mesmo com a reabertura gradual das salas o calendário pode ficar repleto de produções que foram adiadas, e o filme estrelado por Gal Gadot ficaria sem uma data adequada para lançamento. 

O The Wrap afirma que a preferência continua sendo pela estreia nos cinemas e também cita que a diretora Patty Jenkins avalia com bons olhos adiar o lançamento até agosto.

Essa também é a aposta do presidente de distribuição doméstica da Warner, Jeff Goldstein, que reassegurou ao site os planos do estúdio de manter o lançamento nos cinema. A expectativa é que a produção torne-se um dos grandes blockbusters do ano, com uma bilheteria de um bilhão de dólares. 

Apesar da expectativa, os detalhes da continuação ainda são mantidos sob sigilo. O que se sabe é que apenas a trama se passará na década de 1980, por isso o título traz o ano de 1984, e que a heroína deverá lutar contra dois inimigos: Maxwell Lord, interpretado por Pedro Pascal, e Barbara Ann Minerva – a Mulher-Leopardo (Cheetah), vivida por Kristen Wiig. A sinopse oficial do longa da DC ainda não foi divulgada.

A direção fica por conta de Pat Jenkins, que também esteve à frente no filme anterior. A cineasta contou, em entrevista recente sobre o processo de filmagens da produção. “Fazer todas as cenas de ação pra valer, com cabos e tudo, é extremamente complicado e toma tempo. E todos os envolvidos sabem que você poderia dizer, ‘Ah, esquece, vamos fazer com CG’. Foi difícil de uma forma nova [comparado ao primeiro filme]”, disse ela, que ainda acrescentou: “Não será um mimetismo [dos anos 1980]. Nós tentamos fazer o longa como se fosse um filme feito nos anos 80”, explicou.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui