Marvel
Logo da Marvel (Reprodução/Facebook – Marvel)

Produções adaptadas do Universo da Marvel para o serviço de streaming Disney+, que será lançado em breve nos Estados Unidos, estão chamando atenção. Ao que tudo indica, a qualidade será alta para padrões de séries. Com a expansão dos serviços de streaming pelo mundo e a grande proliferação dessas plataformas na internet, a Disney não quer ficar de fora. Por isso, a companhia tem investido pesado nas produções que vão compor seu catálogo.

De acordo com informações publicadas pelo site de notícias de entretenimento The Hollywood Reporter na quarta-feira (16), a Marvel vai tentar manter a mesma qualidade de suas produções cinematográficas nas séries que serão destinadas ao serviço de streaming Disney+. Informações divulgadas anteriormente já davam conta de que essa seria a estratégia da marca. Entretanto, os valores assustaram e comprovaram que Marvel e Disney estão investindo realmente nas produções.

Isso porque, de acordo com as informações do THR, o custo das séries é maior do que uma produção comum do gênero. Fontes informaram ao THR que, a título de exemplo, Falcão e o Soldado Invernal, WandaVision e também Gavião Arqueiro terão um custo total girando em torno da quantia de US$ 25 milhões por episódio.

Como as séries estão previstas para terem por volta de seis episódios cada, pelas informações que circulam na internet, cada produção deve atingir a marca astronômica de US$ 150 milhões. O valor é bem acima de outras produções da Marvel, por exemplo, como Agentes da S.H.I.E.L.D., produzida pela Marvel TV, que gastou entre US$ 6 e 9 milhões por episódio.

Recentemente, chamaram atenção os gastos da Netflix com a série The Crown. A premiada série custou, em sua terceira temporada, exorbitantes US$ 125 milhões, conforme revelou a própria Netflix. Durante conferência da emissora RTS no Reino Unido, o CEO Reed Hastings disse que o preço se tornaria “uma pechincha” algum tempo depois.

Ele fazia referência às plataformas Disney+ e AppleTV+, que chegam em novembro e não estão economizando nas produções. “É um mundo inteiramente novo nascendo em novembro. Algum dia, os custos de The Crown parecerão uma pechincha”, disse o executivo na coletiva.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui