Scarlett Johansson em cena de Viúva Negra (Imagem: Reprodução)
ANÚNCIO

Todos sabemos, Viúva Negra foi adiado indeterminadamente por conta do surto de coronavírus pelo mundo. Estamos praticando isolamento social para evitar uma proliferação ainda maior do vírus e, portanto, os cinemas mundo afora fecharam como contribuição.

Mas além da curiosidade por conferir o filme, há a dúvida sobre a continuidade do mesmo. Será que vai rolar? Scarlett Johansson se pronunciou a respeito em entrevista ao Empire e o posicionamento da atriz não foi nada positivo.

“Eu acho que vai levar algum tempo para superar. Tem sido uma constante na minha vida há uma década. A cada 18 meses, voltando a esta família e continuando a jornada com todos… Eu acho que todos nós provavelmente temos sentimentos mistos sobre isso, pelo menos em cenas específicas, mas eu realmente tive uma sensação de realização. Sinto que cansei esse tempo todo. Eu realmente tenho que ir a todos aqueles lugares desconfortáveis ​​e explorar certos recantos dela.”, disparou a atriz, causando desânimo nos fãs da Viúva Negra.

Inclusive, uma substituição em Viúva Negra já foi questionada, ou seja, Florence Pugh, intérprete de Yelena, no lugar de Natasha Romanoff. “Certamente, enquanto o fazíamos, não pareceu o tipo de filme em que rola uma passagem de bastão. A direção e o sentimento por trás dele era genuinamente tentar fazer essa história complicada e dolorida. E fazer justiça a ela, já que muitos fãs estão esperando o filme dela”, falou Pugh a esse respeito durante entrevista ao site de notícias de entretenimento Uproxx.

Scarlett Johansson também já falou de uma questão sobre o longa. “Muitos me perguntam se o filme deveria ter acontecido antes e agora eles ficam pensando se hoje já não é tarde demais para isso. Mas eu não poderia mesmo ter feito esse filme há dez anos, quando nós começamos a nossa jornada na Marvel. Isso porque ele é algo tão… é um filme muito sobre a personagem”, disse a atriz.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui