Scarlett Johansson discute os temas feministas em Viúva Negra

Scarlett Johansson como Viúva Negra em Capitão América: Guerra Civil
Scarlett Johansson como Viúva Negra em Capitão América: Guerra Civil (Divulgação)

Viúva Negra chegará nos cinemas em novembro e dará o pontapé inicial para a quarta fase do Universo Cinematográfico da Marvel. Em uma entrevista para o Empire, Scarlett Johansson falou sobre como o filme discute temas feministas e reflete o movimento Me Too. O Me Too (Eu Também, em português) teve inicio em 2017 e é um movimento contra o assédio sexual e a agressão sexual, onde mulheres usam o Twitter ou outra rede social para contar suas histórias ou fazer denuncias.

Na entrevista Johansson disse: “Acho que este filme, em particular, reflete muito o que está acontecendo em relação aos movimentos Time’s Up e #MeToo. Seria uma grande falta se não abordássemos essas coisas se este filme não levasse isso de frente. Acho que, especialmente para Cate, foi muito importante para ela fazer um filme sobre mulheres que estão ajudando outras pessoas mulheres, que tiram outras mulheres de uma situação muito difícil. Alguém me perguntou se Natasha era feminista. Claro, ela é, é óbvio. É uma pergunta meio estúpida”.

Dirigido por Cate Shortland, Viúva Negra é uma história prequela que ocorre entre o Capitão América: Guerra Civil e Vingadores: Guerra do Infinito. O primeiro filme da Fase Quatro da Marvel apresentará o passado de Natasha, incluindo sua família russa não biológica. Natasha retornará às suas raízes para derrubar a organização que a treinou como assassina quando jovem, e seu misterioso líder conhecido como Treinador. O elenco também inclui Florence Pugh como Yelena Belova, David Harbor como Alexei Shostakov e Rachel Weisz como Melina Vostokoff.

Hollywood vem procurando aumentar a representatividade feminina em suas produções, tanto que 2020 está sendo um ano cheio de estreias de longa metragens com protagonistas mulheres, como também na direção. No início do ano tivemos o lançamento de Aves de Rapina, nesta semana Mulan foi lançada no Disney+, e para outubro teremos a chegada de Mulher-Maravilha 1984.