Cena da morte da Viúva Negra em Vingadores: Ultimato foi modificada

Scarlett Johansson
Scarlett Johansson como Viúva Negra na saga “Os Vingadores” (Imagem: Divulgação)

Uma das estrelas de Vingadores: Ultimato, Scarlett Johansson revelou em entrevista à revista Entertainment Weekly que a morte de Natasha, a heroína Viúva Negra nos filmes da Marvel, foi escrita para ser muito mais assustadora e pesada do que os fãs puderam ver no último longa da saga do Infinito. E mesmo sendo um momento muito surpreendente, poderia ter sido muito pior.

Segundo ela, a cena continha criaturas malignas: “Um exército de criaturas tipo dementadores”, diz referenciando os demônios de Harry Potter. A atriz afirma que isso teria sido assustador demais para os fãs mais jovens dos filmes. “Eu estava pensando: ‘Os pais nunca vão nos perdoar pela aparência dessas criaturas”, disparou.

Na história, Natasha, acompanhada de Clint Barton, o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), viaja para Vormir e assim tenta coletar a Pedra da Alma. Na ocasião, a pedra só pode ser resgatada, se um dos dois saírem do local sem vida, e a heroína se sacrifica pelo grupo e todo o universo, que estava ameaçado. Natasha então se junta a Tony Stark (Robert Downey Jr.) nas mortes provocadas pela última parte da franquia.

A atriz ainda disse que a cena da morte como foi feita, visou também causar um impacto, por ser uma morte inesperada: “Queríamos deixar [a plateia] com o peso dessa perda e o choque dela”.

Natasha Romanoff voltará a aparecer em Viúva Negra, seu filme solo que se passa claro, antes de sua morte, no período após Capitão América: Guerra Civil. Boatos surgem a todo momento sobre uma possível participação de Robert Downey Jr. como Homem de Ferro, algo que o próprio não confirma, nem nega.

“As pessoas me diziam: ‘Este filme deveria ter acontecido cinco ou dez anos atrás’. Eu penso que, cinco ou dez anos atrás, ele não seria tão substancial. Nós não conseguiríamos fazer isso. Este filme está acontecendo agora como resultado do que estamos vivendo na cultura pop, o que eu acho que é muito bacana. Eu espero que ‘Viúva Negra’ estenda os limites do que um filme de super-heroína pode ser, para que a gente continue contando histórias femininas, e não aventuras de personagens que são o Batman de salto alto, ou qualquer coisa do tipo”, disse Johansson sobre o filme que teve sua data de estreia mantida meio a pandemia do coronavírus.

 

Comentários