Sean Gunn lembra trabalhos com Chadwick Boseman e lamenta perda do ator

Sean Gunn lamentou a morte de Chadwick Boseman (Imagem: Divulgação)

Sean Gunn, que interpreta Kraglin de Guardiões da Galáxia, afirmou em entrevista ao portal The Movie Dweeb que gostaria de ter conhecido Chadwick Boseman a fundo.  Colegas de estúdios, Gunn afirmou que os dois nunca interagiram muito e que a notícia da morte do colega o consternou. 

 “Foi difícil ouvir sobre seu falecimento”, diz o ator. “Não conhecia Chadwick bem. Nós nos encontramos algumas vezes, estávamos no set juntos, mas nunca realmente interagimos em alguma cena. Não quero projetar que o conhecia bem”

Apesar de dizer que o Boseman parecia abatido nas filmagens, Gunn afirma que não suspeitava da saúde do colega, que lutava contra o câncer em segredo: “Ele me pareceu carregar o peso do mundo nos ombros. Imaginei que era devido à pressão de ser essa nova estrela e ser lançado neste mundo onde tantas pessoas estavam projetando tanto nele, o que pode ser muito pesado”.

“Eu vi isso com muitos atores onde eles de repente se tornaram grandes estrelas do nada, e então eu pensei, ‘Oh Deus, esse é um cara que está absorvendo tudo isso’. Devo dizer que me lembro de estar almoçando com ele no primeiro dia em que nos sentamos juntos, e estávamos meio que em extremidades opostas de algumas mesas. Eu estava tipo: ‘Esse é o Chadwick, não o conheci, devo me apresentar porque não trabalhamos juntos’. E então eu meio que me envolvi no que estava fazendo”, acrescentou.

“No final do almoço, senti essas mãos me dando uma carícia amigável no ombro, e eu olhei para cima, e era Chadwick. Ele fica tipo, ‘Como você está, Sean? Está todo mundo te tratando bem, está tudo indo bem aqui?’ Eu estava tipo,’ Sim! Sim, obrigado!’ Fiquei totalmente surpreso com isso. Não tivemos uma conversa, foi isso”, confessou.

Gunn estrelou na Marvel em 2017 em Guardiões Vol. 2 e teve somente pequenas interações com o colega: “‘Ele sabia quem eu era, que eu era novo ali e se importava com o que eu estava fazendo’. Não tenho muito a dizer. Acho que ele era um cara legal e gostaria de ter tido mais tempo com ele”, finalizou.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.