Não é novidade que a Netflix estaria produzindo uma nova série de Resident Evil, mas depois de inúmeras especulações, os fãs pararam de criar teorias sobre possíveis datas pois se cansaram de esperar a gigante do streaming se posicionar oficialmente. A informação que existia até então era que a Constantin Films estava trabalhando no projeto que consistiria em expandir o universo e a mitologia já existentes nas histórias.

Agora, novos rumores começaram a surgir na internet, entre eles um artigo removido do site Splash Report que sugeriu que os filhos de Albert Wesker, Jade e Billie, seriam os protagonistas da nova versão, e se aventurariam em diversas épocas diferentes. Porém, como eles nunca foram mencionados nos jogos, os fãs começaram a criar teorias sobre como o programa está sendo desenvolvido sem levar em conta o material original.

A Netflix claro, tenta conter qualquer tipo de vazamento, porém a assessoria de imprensa brasileira da empresa, acabou vazando uma sinopse que seria da série Resident Evil. O material dizia: “A cidade de Clearfield, no estado americano de Maryland, há muito vive sob a sombra de três entidades aparentemente desconexas: a Umbrella Corporation, o já desativado Greenwood Asylum e a capital federal, Washington. Agora, vinte e seis anos após a descoberta do T-Vírus, os segredos mantidos pelo trio começam a ser vir à tona, com os primeiros sinais da epidemia”.

Com essas informações, a sinopse conta que os eventos da série ocorrem anos depois da descoberta do T-vírus, portanto o programa aconteceria antes do jogo original já que se sabe que o tal vírus na verdade foi descoberto na década de 1960 na África ocidental, e só 30 anos depois se espalhou por Raccoon City, levado pela Umbrella Corporation. Sendo assim, a série aconteceria antes de 1992, e não no futuro.

Em contato com o site IGN Brasil, a Netflix Brasil afirmou que a sinopse divulgada é um documento falso. “Não confirmamos [a veracidade da sinopse divulgada]. Houve um erro em nosso media center em relação à série”, respondeu a empresa. Será mesmo?

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui