Showrunner de Arrow explica como a série impactou a estreia de The Flash

Marc Guggenheim
Marc Guggenheim (Reprodução)

Numa época em que a TV ainda não era repleta de super-heróis surgiu Arrow, uma tentativa da The CW de deixar sua marca criando um programa popular. Ele fez tanto sucesso que acabou levando à criação do Arrowverse, composto por demais séries, mas a que mais impactou diretamente sua colega mais velha foi The Flash, conforme foi confirmado pelo showrunner Marc Guggenheim.

Durante uma participação no Inner Child Podcast, Guggenheim discutiu o efeito que Arrow teve no início de The Flash. O produtor foi perguntado especificamente sobre Legends of Tomorrow e sua fórmula em comparação com outros shows do Arrowverse. “Eu realmente não sinto que cada programa tenha uma fórmula necessariamente. Cada programa contribuiu para os que vieram antes dele”.

“Acho que os pontos fortes e fracos de Arrow ajudaram como ponto de partida quando o Flash estava sendo construído”, explicou ele. Barry Allen, interpretado por Grant Gustin foi apresentado ao público num episódio da série do Arqueiro Verde, e seu aos telespectadores um vislumbre de como seria sua série solo. Os dois personagens logo se tornaram amigos, sendo que as interações entre personagens dos dois programas tornando-se frequentes.

Felicity (Emilly Bett Rickards), que era interesse romântico de Oliver Queen (Stephen Amell) chegou inclusive a trocar beijos com o velocista escarlate em um dos episódios que esteve na cidade dele, ajudando numa pesquisa para os laboratórios Star. Segundo Guggenheim, Flash conseguia completar o jeito duro do Arqueiro, que por sua vez levava um pouco mais de sobriedade e realidade para o jeito quase adolescente do outro herói. E pelo visto Allen ainda terá muita vida pela frente, já que além de mais temporadas confirmadas, o personagem também poderá ser visto nos cinemas, interpretado por Ezra Miller. Ao que tudo indica o enredo será o famoso Flashpoint dos quadrinhos, que já aconteceu na terceira temporada da série.