Showrunner de Flash conta que personagem de ator demitido pode voltar à série

Hartley Sawyer, o Ralph Dibney em Flash, é demitido da CW (Imagem: Divulgação / CW)

O showrunner da série The Flash, Eric Wallace revelou como o drama do super-herói vai lidar com a saída do personagem de Hartley Sawyer, Ralph Dibny, após a demissão do ator em junho deste ano após uma série de mensagens racistas virem à tona. “Vamos tratar isso como se estivéssemos escrevendo uma história em quadrinhos”, disse o produtor ao site da revista Entertainment Weekly em uma entrevista postada na segunda-feira, 24 de agosto.

“Estamos dando a Elongated Man um pouco de descanso por um tempo. Mas vamos deixar a porta aberta. Quem sabe o que o futuro pode trazer. É desconhecido”. Ele disse porém que isso não significa o fim do personagem, mas eles “não sabem quando ele vai voltar, ou de que forma ele vai voltar”. Os escritores queriam ‘homenagear’ o personagem antes de dizer adeus definitivo, o que planejam fazer quando a sétima temporada começar.

“Graças a Deus, Ralph é um cara que pode mudar rostos e sua aparência de várias maneiras. Sem revelar nenhum spoiler, existem algumas maneiras de fazer com que Elongated Man ainda apareça em pelo menos um episódio nesta temporada para encerrar sua história, que nos dá o que precisamos e ainda permite que os fãs digam adeus ao personagem, pelo menos por um futuro indefinido ”, continuou Wallace. “Acho que tecnicamente seria uma reformulação, mas o personagem não será uma grande parte da sétima temporada.”

Em junho, o canal CW anunciou sua decisão de demitir Sawyer, de 35 anos, dias após o ressurgimento de antigos tweets racistas e homofóbicos do ator. Os tweets, que já foram excluídos, incluíam comentários sexistas – “Todas as mulheres deveriam estar em fazendas de sexo” e “Se eu tivesse uma esposa, iria dar uma surra nela esta noite lol” – e comentários racialmente carregados como “A única coisa que me impede de fazer tuítes levemente racistas é saber que Al Sharpton nunca pararia de reclamar de mim ”, escreveu ele em junho de 2012.

Depois da demissão, o ator compartilhou um longo pedido de desculpas por meio de suas redes sociais , observando que suas mensagens anteriores não refletiam seu pensamento atual, mas que ele assumia a responsabilidade por suas palavras.

“Não estou aqui para dar desculpas – independentemente da intenção, minhas palavras importam e têm consequências profundas, e podem e tem causado dor e constrangimento, junto com sentimentos que eu só posso imaginar, para fãs, meus colegas de elenco, equipe e amigos. Devo desculpas a todos eles. E devo desculpas a cada um de vocês. Obrigado por me responsabilizar. Minhas palavras, irrelevantes por terem sido feitas com uma intenção de humor, foram dolorosas e inaceitáveis. Tenho vergonha de ter sido capaz dessas tentativas realmente horríveis de chamar a atenção naquele momento. Lamento profundamente. Este não era um comportamento aceitável. Estas foram palavras que eu joguei fora na época sem nenhum pensamento ou reconhecimento do dano que minhas palavras poderiam causar, e agora tenho feito hoje”.