Showrunner de Locke & Key comenta diferenças da série e dos quadrinhos

Locke & Key/Netflix Divulgação

Locke & Key estreou recentemente na Netflix, o seriado é baseado e uma história em quadrinho escrita por Joe Hill e ilustrada por Gabriel Rodriguez. Como toda adaptação há certas diferença entre a obra original e a nova versão feita para a TV ou cinema. Um mas mudanças feitas nas série foi mudar a Chave do Gênero para Chave da Identidade. Em uma entrevista para Entertainment Weekly, o showrunner Carlton Cuse comentou sobre o motivo da mudança.

O showrunner explicou: “Foi uma maneira de trazer mais dinâmica à série. Para nós, faria muito mais sentido criar uma chave que permite alterar sua identidade do que seu gênero. Você não pode se transformar em uma pessoa que já existe, mas se transformar em qualquer pessoa que você imagina. Dodge usa isso para assumir diferentes personalidades que terão o máximo efeito psicológico sobre quem ela está manipulando. Dodge é um demônio, e sua forma mais usada é a de uma linda mulher. Mas ela muda de aparência de acordo com seus desejos. É muito mais interessante”.

Os dez episódios da primeira temporada de Locke & Key chegaram no catálogo da Netflix no dia 7 de fevereiro. Na trama, o patriarca da família Locke é assassinado e então sua esposa e os três filhos se mudam para um nova cidade onde vão morar em uma mansão que é uma herança deixada por ele. Logo, as crianças descobrem misteriosa chaves e também que alguém quer consegui-las para usar com um propósito maligno.

Além de Carlton Cuse, Meredith Averill participou da criação da série. O elenco conta com Darby Stanchfield como Nina Locke, Bill Heck como Rendell Locke, Emilia Jones como Kinsey Locke, Connor Jessup como Tyler Locke, Jackson Robert Scott como Bode Locke e Ksenia Solo como Dodge. A segunda temporada já está confirmada, mas sem previsão de estreia.