Showrunner de The Umbrella Academy é impedido de usar música de Miley Cyrus na série

The Umbrella Academy, segunda temporada (Imagem: Divulgação/ Netflix)

Já pensou como seriam as séries de TV com outras músicas diferentes das que tocaram durante as principais cenas? Alguns autores de programas de TV já escrevem determinadas cenas pensando nas canções que entrarão naquele momento, e isso foi o que aconteceu com Steve Blackman, showrunner de The Umbrella Academy. Ele queria que a música Jolene, de Dolly Parton tocasse durante uma das cenas da segunda temporada, mas sua exigência era que fosse a versão cover cantada por Miley Cyrus, mas infelizmente não funcionou.

Quando uma equipe de TV decide colocar uma canção em um programa, ela paga um valor considerável por sua execução dentro da trama, valor este que varia de acordo com a popularidade da música. Certas músicas de bandas como The Beatles podem custar até 100 mil dólares por execução, enquanto músicas de bandas menos conhecidas podem chegar a apenas mil dólares. Essa grande diferença de preço fez com que Blackman e sua equipe recusassem algumas músicas em troca de outras.

Durante a CTAM 2020 Press Tour no Twitter, Blackman revelou que queria incluir o cover de Jolene, em um episódio, mas não podiam pagar por todas as músicas queriam, então tiveram que cortar, e reescrever a cena num tom diferente para incluir outra trilha no lugar. Para o showrunner é muito importante que todas as cenas de luta casem perfeitamente com a música, como se fosse um videoclipe, pois as coreografias de luta são feitas exatamente com base nos acordes. A trilha sonora das temporadas 1 e 2 da The Umbrella Academy está atualmente em todas as plataformas de streaming musical. Recentemente o Steve explicou que sabe exatamente como gostaria de fazer o final da série, e que já sabia desde o momento que assinou contrato com a Netflix. Segundo ele, tenta explorar ao máximo tudo o que os quadrinhos do amigo Gerard Way não fazem.