Sony vs Marvel: Gigantes brigam e colocam em risco futuro do Homem-Aranha! Saiba os detalhes

Kevin Feige (Reprodução)

Em uma reviravolta digna de novela mexicana, os titãs do entretenimento Sony e Marvel/Disney, que haviam fechado um acordo de mútuos benefícios há alguns anos, se desentenderam e em questão de algumas horas ameaçaram destruir o futuro do Homem-Aranha, um dos personagens mais queridos dos quadrinhos de todos os tempos.

Definitivamente, sucesso e dinheiro podem sim, trazer problemas. É exatamente o caso da Sony vs Marvel. Recentemente, o estúdio encabeçado pelo executivo Tom Rothman viu a última aventura do cabeça de teia, “Homem-Aranha: Longe de Casa” bater vários recordes e faturar mais de 1.109 bilhão de dólares. O resultado fez com que Kevin Feige e cia cobrassem uma parcela maior dos rendimentos, que hoje é de míseros 5%.

A Sony, por sua vez, negou veementemente a sugestão, ao mesmo tempo que sugeriu continuar com o contrato. No fim das contas, as duas partes não cederam o suficiente para chegar a um consenso vantajoso para ambas, e o acordo, segundo os veículos internacionais especializados, teria sido dissolvido, marcado o fim da participação de Feige nos filmes do Homem-Aranha.

Como já mencionado, o ocorrido pegou todos de surpresa, e ninguém, nem o maior dos pessimistas, poderia ter antecipado esse resultado. Logo após a notícia ter sido divulgada, informações contraditórias passaram a circular, dando conta de que a parceria ainda poderia ser salva, e que as negociações continuavam. Horas depois, porém, a Sony divulgou comunicado oficial através das suas redes sociais.

Estamos desapontados, mas respeitamos a decisão da Disney de não ter [Kevin Feige] continuando como produtor no próximo filme do Homem-Aranha. Esperamos que isso mude no futuro, mas entendemos que com todas as novas responsabilidades que a Disney lhe incumbiu, não há tempo para que ele trabalhe em uma propriedade da qual eles não são donos“, disse o estúdio.

Futuro

Isso obviamente significa que Tom Holland deixará de fazer parte do universo cinematográfico da Marvel, e como consequência, dos Vingadores, e que personagens como Nick Fury não estarão mais presentes nos próximos filmes da Sony. Não só os fãs, como o próprio elenco se manifestou contrário à decisão, como foi o caso de Jeremy Renner, que interpreta o Gavião Arqueiro, dizendo: “Ei Sony, nós queremos o Homem-Aranha de volta ao Stan Lee e à Marvel, por favor, obrigado”. Fazemos nossas as suas palavras.

 

 

Comentários